Montanha Colorida do Peru (Vinicunca ou Rainbow Montain)

Montanha colorida do Peru – Conheça a Vinicunca (Rainbow Montain)

A natureza é perfeita e misteriosa. Por centenas de anos, segundo a guia Amparo, a natureza escondeu embaixo de uma camada de gelo as 7 cores da montanha colorida do Peru, chamada Vinicunca ou Winicunca.

Também conhecida como Rainbow Montain, a montanha colorida do peru está localizada nas proximidades de Cusco, a mesma cidade base para quem quer conhecer Machu Picchu.

Fui conhecer de perto aquela lindeza e escrevi tudo sobre a Montanha Colorida do Peru: como chegar, quanto custa, como é a trilha, o que levar e tudo mais!

Valor referência de câmbio - S/1 = R$1,05

Sobre a Montanha Colorida do Peru

Hoje é fácil e barato chegar na Montanha Colorida do Peru, mas nem sempre foi assim!

Em 2010, depois que o degelo foi concluído, a montanha de 7 cores foi mantida em segredo pelos moradores, pois acreditavam se tratar de uma montanha sagrada (não que não seja, né).

Onde se hospedar em CuscoAcontece, que a montanha de Vinicunca fica aos pés do Nevado Ausangate e alguns trekkers que seguiam até lá acabaram encontrando a montanha colorida.

Por alguns anos, o turismo no local foi bem exclusivo, quando poucos corajosos que seguiam ao Ausangate topavam incluir mais horas de caminhada em grandes altitudes e temperaturas extremas para chegar até a Rainbow Montain.

Em 2015, quando estive em Cusco pela primeira vez, o tour que leva à Vinicunca ainda não era oferecido pelas agências e nem se era sabido como chegar na Montanha Colorida do Peru. Aliás, a galera nem sabia que ela existia!

A explosão turística só passou a acontecer em 2016, sendo que em maio, algumas pessoas ainda caminhavam por 5 dias para chegar lá.

De volta à Cusco em outubro de 2017, numa viagem de 17 dias sozinha, já com a exploração turística da Rainbow Montain a todo vapor, fui ver de perto as cores da montanha colorida do Peru e posso dizer que ela é mesmo tudo isso!

Montanha Colorida do Peru - Vinicunca (Rainbow Montain) - Conheça a Montanha de 7 Cores perto de Cusco, no Peru e combine essa lindeza com sua viagem a Machu Picchu

Como é que a montanha colorida do Peru chama mesmo?

Os locais chamam a montanha de Winicunca, mas é mais comum usar a versão Vinicunca, que em quéchua quer dizer Cerro de Colores, em espanhol, ou Montanha Colorida em português.

Outras denominações são: Montanha Arco-Íris, Cerro Colorado, Montaña de Siete Colores ou Rainbow Montain.

Por isso, na hora de se informar mais sobre o lugar (se precisar depois de postão aqui), você poderá encontrar esses nomes todos.

A Montanha de 7 Cores e sete nomes do Peru!

Montanha Colorida do Peru - Vinicunca (Rainbow Montain) - Conheça a Montanha de 7 Cores perto de Cusco, no Peru e combine essa lindeza com sua viagem a Machu Picchu

Montanha Colorida do Peru - Vinicunca (Rainbow Montain) - Conheça a Montanha de 7 Cores perto de Cusco, no Peru e combine essa lindeza com sua viagem a Machu Picchu

Chegando à Montanha Colorida do Peru – Como é a trilha até Vinicunca

O que leva tantos turistas todos os dias à Rainbow Montain do Peru? Podemos dizer que são três coisas, podendo ser motivações conjuntas ou isoladas:

1 – A beleza das cores da montanha

2 – A delícia de fazer uma trilha

3 – O desafio de vencer os limites do soroche

Os dois primeiros motivos foram os responsáveis por me levarem até a Vinicunca, mas do terceiro motivo eu não tive escapatória. Ninguém tem!

A trilha da Montanha Colorida do Peru é desafiadora por sua altitude. Possui 7,5 km em uma elevação de 700 metros até a parte mais alta, que chega a 5200 metros acima do nível do mar no mirante. Depois, mais 7,5 km para descer.

Os efeitos do soroche são os maiores obstáculos que os viajantes encontram para terminar uma trilha que seria simples, porque o caminho é bem tranquilo.

A trilha até a Montanha Colorida do peru tem nível de dificuldade considerada entre média e difícil, dependendo do preparo pessoal e do organismo individual. Entenda mais sobre os níveis de dificuldade de trilha.

Por ser íngreme, o esforço físico é necessário, mas a grande altitude faz com que o corpo e a mente se cansem mais facilmente. Por isso, quem não se aclimatou antes e também não tem costume de fazer caminhadas acaba sentindo muito mais dificuldade.

Algumas pessoas acabam alugando cavalos para conseguir subir, mas isso não impede que elas sofram com o soroche. Vi muita gente no cavalo passando mal lá no alto. E os cavalos não sobem até o final.

A parte final da trilha da Vinicunca é bem íngreme e os cavalos caem. Tentaram e eles não aguentavam, segundo me contaram 🙁  Que dó!

Alguns animais comuns nas altitudes dos andes são encontrados no caminho, como lhamas e alpacas, que fazem um lindo cenário de sonhos junto às montanhas da região. Pensa no tantão de fotos que eu tirei!

Leia aqui como amenizar os sintomas do Soroche

Montanha Vinicunca (Rainbow Montain) - Conheça a Montanha de 7 Cores perto de Cusco, no Peru e combine essa lindeza com sua viagem a Machu Picchu

Montanha Vinicunca (Rainbow Montain) - Conheça a Montanha de 7 Cores perto de Cusco, no Peru e combine essa lindeza com sua viagem a Machu Picchu

Onde fica a Montanha Colorida do Peru

A comunidade de Pampachiri administra e controla o acesso à trilha da Montanha Colorida do Peru. Esta comunidade está no distrito de Pitumarca, na província de Canchis do departamento de Cusco*. A Rainbow Montain está a caminho do Nevado Ausangate.

*Departamento é equivalente a estado no Brasil.

Como chegar à Montanha Colorida do Peru

Aposto que você tá louco para visitar a Vinicunca!

A rota para chegar à Rainbow Montain geralmente começa por Cusco, passando por Checacupe até chegar em Pitumarca, numa viagem direta de 2 horas, aproximadamente. Depois disso, é preciso pegar outra estradinha, feita por moradores locais, até a Comunidade Pampachiri, em mais uma hora de viagem.

Com agências de passeios

O jeito mais fácil e usual é com agências de turismo de Cusco.

Eu fui com a Peru Happy Travel, que incluiu guia, transfer, café da manhã e almoço (ambos buffet no Restaurant 7 Colores em Pitumarca), além de bastões de caminhada.

Amei tudo, especialmente a guia Amparo. Vou escrever um relato, mas vai um spoiler: a Amparo foi a melhor guia que eu já conheci e me fez chorar. Tinha até oxigênio na trilha para ajudar quem estava muito mal pela altitude.

As vans começam a passar entre 3h30 ou 5h nas hospedagens, sendo necessário pegar a estrada sentido sul para chegar perto das 9h no início da trilha, onde caminha-se cerca de 3 horas até Vinicunca.

As vans voltam perto das 15h, param pro almoço e seguem para Cusco, chegando perto das 19h.

Por conta própria

Deve-se, em Cusco, ir ao terminal em Wanchaq para pegar um ônibus até Checacupe, custando cerca de 10 soles (2h30 de viagem). Da Plaza de Armas, pegar outro ônibus até Pitumarca, no valor 1 sol (15 minutos de viagem). Na Plaza de armas de Pitumarca, pegar outro ônibus até Chilca, no valor de 15 soles. Caminhar até a comunidade (não encontrei informações de tempo ou distância). Por último, subir por cerca de 3 horas até Vinicunca.

Fazer o inverso para voltar para Cusco.

Montanha Vinicunca (Rainbow Montain) - Conheça a Montanha de 7 Cores perto de Cusco, no Peru e combine essa lindeza com sua viagem a Machu Picchu

Montanha Vinicunca (Rainbow Montain) - Conheça a Montanha de 7 Cores perto de Cusco, no Peru e combine essa lindeza com sua viagem a Machu Picchu

Quanto custa visitar a Vinicunca

Hora de colocar a mão no bolso. Tava bom demais, né?

Continua bom! Viajar pelo Peru é barato, especialmente se comparado aos valores de turismo aqui no Brasil ou nos tão visitados Chile e Argentina.

Os tours com as agências (lembrando que com tudo incluído), custam entre 60 e 90 soles, dependendo do tipo de serviço. Você só vai gastar com a entrada em Pampachiri: 5 soles para peruanos e 10 soles para estrangeiros.

Fiz com a Peru Happy Travel, que cobra cerca de 70 soles com TUDO incluído.

Por conta própria, o investimento é de cerca de 60 soles (táxi + ônibus de ida e volta), além do ingresso à trilha. Lembrando que é preciso considerar os valores gastos com a alimentação durante o dia.

Por isso, acho que compensa contratar uma agência. É menos cansativo, mais barato e o tempo melhor aproveitado.

Por conta, eu só faria se fosse dormir na comunidade, mas não há hospedagem por lá. Tem que ter barraca e outros equipamentos de camping.

Montanha Vinicunca (Rainbow Montain) - Conheça a Montanha de 7 Cores perto de Cusco, no Peru e combine essa lindeza com sua viagem a Machu Picchu

O que levar e vestir para fazer a trilha da Montanha Colorida do Peru

Qualquer trilha fica mais fácil quando a gente tem os equipamentos certos e está vestindo a roupa certa, mas as trilhas nos andes são ainda mais importantes se atentar a isso.

Para vestir:

Leia aqui dicas de como se vestir no frio.

• Calça confortável, melhor ainda se for corta vento

• Uma calça fleece por baixo, mas serve meia calça de lã ou bem grossa

• Jaqueta corta vento (indispensável)

• Fleece ou blusa de lã (super recomendo comprar uma em Cusco, porque são lindas e baratas)

• Bota ou tênis de trekking

• Touca e luva

• Óculos escuros e protetor solar (a trilha é aberta nos 15 km)

O que levar:

Tenha uma mochila de ataque de até 30 litros (leia sobre mochilas aqui, caso tenha dúvidas)

• Snacks (chocolate, amendoim, frutas)

• Água

• Papel higiênico (tem muitos banheiros químicos no caminho)

• Folhas e balas de coca para o soroche

• Bastão de trekking (caso não tenha, veja se sua agência empresta ou pode alugar no estacionamento)

• Tenha trocados em soles pros banheiros

Este passeio foi feito com a Peru Happy Travel como uma cortesia para experimentar os serviços. Todas as opiniões e impressões são pessoais e verdadeiras.

Minha viagem a Cusco

Passeios

Maras e Moray
Vale Sagrado
Vinicunca
• Laguna Humantay

Gastos

S/ 272
R$ 285
USD 86

Rotas

Puno em ônibus
S/15
Lima em avião
USD 60

Hospedagem

Pachamama Hostel
– USD 6 (compartilhado)

Salve esta imagem no Pinterest e leia o post mais tarde

CUSCO - PERU | Conheça Vinicunca, a montanha colorida do Peru. Ela fica na região de Cusco e também é conhecida como Rainbow Montain

Ajude a rentabilizar o blog

Usando os links abaixo, você me ajuda a rentabilizar o blog e não paga nada a mais por isso

Assine a news

Dicas, informações, roteiros e inspirações no seu email

Nome
Email
Me identifico como
  • Shalliny (1 de novembro de 2017)

    Estou adorando ler seus relatos! Será bem útil pra mim.
    Estou com uma duvida: vou em dezembro. Vc sabe sobre o clima lá nessa época? Essas dicas de roupa se aplicam nessa época… obrigada!

    • Aline Rodrigues (1 de novembro de 2017)

      Oi, Shalliny. Ai que bom que está te ajudando!
      Olha, a montanha está na região de Cusco, por isso a melhor época é entre abril e meados de outubro, que é a temporada de seca e dias ensolarados. Entre final de outubro e março você corre o risco de pegar chuva e dias frios.

  • Renan (13 de novembro de 2017)

    O que eu tava precisando ler.
    Obrigado pelo belo texto e pelo blog, Aline.

  • Enzo (30 de janeiro de 2018)

    Olá! Irei fazer o interior do Peru de carro. Como todo brasileiro tenho receio de assaltos. É tranquilo deixar o carro particular na base da montanha sem ser assaltado? Vc viu alguns carros na base da montanha?

    • Aline Rodrigues (30 de janeiro de 2018)

      Oi, Enzo. É muito seguro, até porque dificilmente a pessoa vai até sem carro ou agência rs.
      Os maiores perigos em dirigir pelo Peru são mesmo as estradas, que têm muita curva, beiram precipícios e têm altitude.
      Cuidando disso, você pode curtir a Montanha Colorida de Vinicunca e tudo mais que o Peru tem de lindo!

  • Fabiana Bizarria (28 de março de 2018)

    Aline, caí no seu blog e foi uma alegria encontrar informações claras, tudo mastigadinho pra gente organizar nossa viagem. olha, to planejando minha viagem à cusco em setembro e pretendo conhecer a montanha colorida. Tenho algumas dúvidas, aí vai: vc é atleta ou sedentária? são muito penosas essas 3h de trilha em altitude? não to acostumada à fazer esporte, mas faço academia e caminhada, será que eu aguento? Que tipo de bota vc usou? é minha primeira viagem sozinha e pra esse tipo (aventureira kkkk), me ajudaaaaa? abraço grande e ganhou uma leitora.

    • Aline Rodrigues (29 de março de 2018)

      Que linda! Valeu, Fabiana! Fico muiiiito feliz quando sei que tô ajudando.
      Vamos às dúvidas: olha, não sou atleta, não! Mas tenho costume de fazer trilhas. Se você faz caminhadas, já ajuda. É que a trilha é íngreme.
      A altitude é que não muda em nada se é sedentária ou não! Ela vai pegar se tiver que pegar rs. Ea acaba dificultando muito a caminhada, mas nada que você não consiga encarar.
      Minha bota pra esse rolê foi uma simples de trilha básica. Olha nesse post sobre a escolha.

  • simone vasconcellos (3 de maio de 2018)

    Aline , muito obrigada pelas dicas, viajo em Setembro e vou sozinha , existe alguma dica pra isso ? eu posso escolher grupos sem tantos casais ou as agências que escolhem ?
    Obrigada.

    • Aline Rodrigues (3 de maio de 2018)

      Não se preocupe com isso, não! A maioria das pessoas que viajam por lá estão entre amigos ou sozinhas. Não é um destino muito escolhido por casais.

  • lais (23 de maio de 2018)

    ola, onde fica essa agencia em cusco?

  • Brenda (24 de agosto de 2018)

    Oii, tudo bem? Estou adorando seu blog, e lendo tudo para minha viagem!!
    Estou planejando-a para Dezembro – Janeiro, então alguns passeios acabam caindo em época de festas… você acha que as agências continuam ofertando os tours nos dias de natal, por ex??
    Obrigada!

    • Aline Rodrigues (24 de agosto de 2018)

      Oi, Brenda. Que bom que as dicas tão ajudando 😁
      Então, com certeza sim. Cusco vive de turismo e nessa época deve ter muita gente por lá.

  • Leila (19 de novembro de 2018)

    Oi Aline! Obrigada pelos posts. Vou agora no fim do ano também, entre Natal e Ano Novo. Você acha que esses passeios tem que ser agendados com muita antecedência?

    • Aline Rodrigues (20 de novembro de 2018)

      Oi, Leila. Acredito que não, porque há muitas agências em Cusco e não existe limite de pessoas pra entrar nos lugares, tirando Machu Picchu.
      Obrigada por ler o blog!

  • Sergio Maggessi (21 de novembro de 2018)

    Hola, Aline!! (já to entrando no clima.. rssss)
    Você sabe se esse passeio ainda está custando por volta de 70 soles?

    • Aline Rodrigues (21 de novembro de 2018)

      Hola, que tal?
      Sergio, acredito que sim, viu! Vi um pessoal compartilhando os custos da viagem e me parece que tá o mesmo.
      Diferente da Argentina, no Peru os preços não costumam alterar muito.

      • Sergio Maggessi (22 de novembro de 2018)

        Mandei uma mensagem pra eles ontem perguntando. Me retornaram perguntando quando vou e falaram que seria 80. Vou tentar negociar. Obrigado!!

  • Fabiane Lisovski (4 de abril de 2019)

    Olá, estou pensando em comprar uma jaqueta para trilhas na neve, pois vou para o Peru no inverno (agosto), você acha necessário?

    • Aline Rodrigues (8 de abril de 2019)

      Oi, Fabiane. Compra sim uma impermeável, porque é bem frio por lá e se chover você estará pronta

Deixe uma resposta

You Might Also Like

Here you can find the related articles with the post you have recently read.