Guia passo a passo do Circuito W em Torres del Paine

Circuito W em Torres del Paine – Guia passo a passo

Se você tá lendo esse post é porque já sabe que o Circuito W em Torres del Paine é um dos rolês mais lindos da América do Sul e tá determinado a fazer o trekking!

O Parque Nacional de Torres del Paine, no sul da Patagônia chilena, é um dos melhores destinos de trekkings do mundo! As trilhas no parque são visitadas por milhares de pessoas de várias nacionalidades todos os anos. Uma das travessias mais escolhidas é o Circuito W, que você vai ver nesse post como planejar!

Esse post é um guia passo a passo, onde você vai saber tudo o que precisa: distâncias, campings, como chegar e tudo mais!

Valor referência de câmbio - CLP 170 = R$1

Guia do Circuito W em Torres del Paine

Quero colocar aqui TODAS as informações sobre o Circuito W em Torres del Paine, por isso o post vai ser grande. Sissigura! Pra leitura não ser um porre, vou dividir cada item do planejamento do trekking.

Como é o Circuito W em Torres del Paine

Guia passo a passo do Circuito W em Torres del Paine

O W é uma travessia de aproximadamente 76km totais que rola dentro do Parque Nacional Torres del Paine e tem esse nome por causa do caminho feito pelos viajantes, que forma a letra W.

As pernas são trilhas de ida e volta e os “Vs” são caminhos de sentido único. A trilha é chamada de circuito, mas o ponto de início e final são diferentes.

O percurso possui algumas áreas íngremes e solo acidentado em quase todo o percurso. É preciso atravessar riachos, vencer rochas, pular poças d’água, atravessar pontes e cruzar montanhas.

O Circuito W em Torres del Paine uma trilha selvagem, ou seja, poderá ter animais, infraestrutura mínima, banheiros apenas nas zonas de campings, água de fontes naturais, etc.

Veja nesse post como é o rolê na prática.

Objetivos e atrações do Circuito W

Cada parte do Circuito W em Torres del Paine possui um objetivo a ser alcançado.

Primeira perna: Mirador Las Torres
Segunda Perna: Vale Francés ou Mirador Britânico
Terceira Perna: Glaciar Grey

Além dos objetivos das 3 pernas do Circuito W em Torres del Paine, há o Cuernos, Vale Ascencio, Lago Nordenskjold, Monte Almirante Neto, Bosque de Lengas, Glaciar Francês e Lago Pehoé.

Quem pode fazer o Circuito W

Guia passo a passo do Circuito W em Torres del Paine

O Circuito W em Torres del Paine pode ser realizado por trilheiros e montanhistas menos experientes, mas que já tenham feitos trilhas selvagens e campings sem infraestrutura.

A combinação do clima extremo, do tempo de caminhada, da carga a ser carregada e do terreno resulta em um trekking de nível médio. Alguns trechos são difíceis e outros são fáceis.

Caso você não tenha nenhuma experiência com trilha, vá treinando na sua cidade. Pessoas sedentárias vão sentir muito mais a dificuldade da trilha e eu não recomendo.

Quanto tempo dura o Circuito W em Torres del Paine

O percurso pode ser feito entre 3 e 6 dias completos. A maioria dos praticantes se planejam para completar o rolê entre 4 ou 5 dias.

Quanto mais dias, menos caminhadas diárias, mas mais peso de comida e gasto com campings e refúgios.

Lembrando que, quem faz no verão tem mais horas de sol pra completar a caminhada no dia.

Onde começa e onde termina o Circuito W

O percurso original começa na Portaria da Laguna Amarga, com a trilha até o Mirador las Torres. Esse percurso tem final na Portaria Pudeto, com a trilha do Glaciar Grey.

Mas é possível fazer o chamado W invertido, começando pela Portaria Pudeto e terminando na Laguna Amarga.

Indico fazer o invertido por ter vistas mais bonitas! Você vai de frente para os Cuernos, uma das montanhas mais lindas da Patagônia e cartão postal do Parque Torres del Paine.

Como começar e terminar o Circuito W em Torres del Paine

Guia passo a passo do Circuito W em Torres del Paine

A caminhada começa do Hotel las Torres para quem optou pela portaria da Laguna Amarga e no Refúgio Paine Grande para quem optou pelo Pudeto.

Da portaria da Laguna Amarga até o Hotel das Torres são 8 km. Você pode fazer esse trecho de ônibus, que custa CPL 3 mil. Vale a pena economizar essa caminhada. O mesmo busão deve ser tomado por quem vai finalizar o Circuito W ali e precisa voltar à portaria.

Para quem for fazer o W invertido, da portaria Pudeto é necessário pegar um Catamarã e atravessar o Lago Pehoé por CLP 18 mil. O mesmo catamarã será pego por quem termina o trekking no Paine Grande. O barco sai do Pudeto às 11h e 18h e sai do Paine Grande às 11h35 e 18h35.

Como chegar no Parque Torres del Paine

O Parque Nacional Torres del Paine fica no extremo sul do Chile. O aeroporto mais próximo é o de Punta Arenas. Você pode comprar seu voo para a cidade, mas ele fará escala em Santiago, sempre.

De Punta Arenas você deve pegar um ônibus para Puerto Natales, cidade mais próxima do parque, a 3 horas de Punta Arenas. O valor do busão é de CLP 8 mil

Chegando em Torres del Paine

Para chegar ao Torres del Paine você deverá tomar um outro ônibus desde Puerto Natales. A viagem dura cerca de 1h30 até a Laguna Amarga e 2h até o Pudeto, onde estão as entradas do parque.

O mesmo busão para nas duas entradas e você escolhe onde irá desembarcar. A viagem custa CLP 6 mil (12 mil ida e volta) e sai do Terminal de Ônibus de Puerto Natales. Você pode comprar as passagens no seu hostel!

A viagem rola em dois horários:

Ida às 07h30 e às 14h30
Volta do Pudeto às 13h30 ou às 19h
Volta da Laguna Amarga às 14h30 ou às 19h45

Valor da entrada para fazer o Circuito W em Torres del Paine

O valor da entrada é único, seja lá quantos dias for durar seu rolê no Parque.

O ingresso custa CLP 21 mil para estrangeiros e CLP 6 mil para chilenos. Você pode pagar em dólar americano – USD34. Esse valor é praticado na alta temporada, que começa em 01 de outubro e vai até 30 de abril.

Na baixa temporada o valor da entrada é de CLP 11 mil para estrangeiros e CLP 4 mil para chilenos.

Quando fazer o Circuito W em Torres del Paine

Guia passo a passo do Circuito W em Torres del Paine

A melhor época é durante a Primavera Verão e começo do outono – de outubro a abril.

O pico da alta temporada rola em dezembro, janeiro e fevereiro, quando o clima é mais agradável e os dias são mais longos, chegando a ter 18 horas de sol.

Durante os meses de inverno é preciso contratar guia para realizar o Circuito W em Torres del Paine. Além disso, muitos campings, refúgios e até transportes param suas atividades nesse período. Evite ir durante junho, julho e agosto.

Ir nos meses médios é uma boa, assim você pega as trilhas menos cheias e banheiros e cozinhas menos congestionados. Considere outubro, novembro, março e abril.

Como é o clima em Torres del Paine

A Patagônia é muito loka e o clima pode mudar de repente! Inclusive, você poderá presenciar as 4 estações em um único dia.

Como expliquei nesse post com informações do Circuito W na prática, vai ser um põe casaco – tira casaco sem fim!

No verão você pode chegar a sentir calor durante a caminhada em trechos abertos (quando o sol tá estalando).

Os ventos costumam ser gelados, especialmente pela manhã e depois que o sol baixa. Em alguns momentos e trechos o vento é extremamente forte, te fazendo caminhar como bêbado!

Eu fiz o circuito W durante o outono (início de abril) e em alguns momentos eu vestia as 3 camadas de roupa – conheça a técnica das 3 camadas – e em outros eu tava só com a segunda pele no corpo todo.

As máximas nunca passam de 15°, em janeiro. Já as mínimas alcançam -2° em julho e agosto.

Onde se hospedar durante o trekking

Guia passo a passo do Circuito W em Torres del Paine

Ao fazer o Circuito W em Torres del Paine você precisará escolher entre campings e refúgios.

Existe o modo econômico, ficando apenas nos acampamentos gratuitos da CONAF (administradora do parque); o modo médio, ficando nos campings pagos das empresas Fantástico Sur e Vértice Patagonia e da maneira mais luxuosa, que é se hospedando nos refúgios em quartos compartilhados com pensão completa.

Os campings gratuitos do Circuito W são o Campamento Torres, Campamento Italiano e Campamento Paso. *Campamento Torres está fechado por tempo indeterminado.

Os pagos são divididos entre Fantastico Sur, que fica com o primeiro V e Vértice, com o segundo.

Alguns serviços oferecem refeição completa: café da manhã, lanche de trilha e jantar. Na hora da reserva essa opção aparecerá como full.

Opções pra primeira perna do W:

 CampingEmpresaPreçoPreço Full
Camping CentralFantástico SurCLP 10 milCLP 58 mil
Refúgio CentralFantástico SurCLP 60 milCLP 100 mil
Refúgio ChilenoFantástico SurXCLP 85 mil
Camping ChilenoFantástico SurXCLP 48 mil
Campamento TorresCONAFGrátisx


Opções pra segunda perna do W:

CampingEmpresaPreçoPreço Full
Refúgio CuernosFantástico SurXCLP 85 mil
Cabanas Los CuernosFantástico SurXCLP 210 mil
Camping CuernosFantástico SurXCLP 48 mil
Camping FrancésFantástico SurCLP 10 milCLP 58 mil
Domo FrancésFantástico SurCLP 70 milCLP 110 mil
Campamento ItalianoCONAFGrátisx

Opções pra terceira perna do W:

CampingEmpresaPreçoPreço Full
Refúgio Paine GrandeVérticeCLP 33 milCLP 66 mil
Camping Paine GrandeVérticeCLP 6 milCLP 39 mil
Refúgio GreyVérticeCLP 21 milCLP 54 mil
Camping GreyVérticeCLP 5 milCLP 38 mil
Campamento PasoCONAFGrátisx

 

Lembre-se: é necessário reservar com antecedência os locais de hospedagem para fazer o circuito W em Torres del Paine. Podem solicitar a reserva, por isso, tenha um print da confirmação no seu celular. Depois faço um post só com instruções de como reservar.

É proibido acampar fora dos campings!

Para reservar com a Conaf, clique aqui. Para reservar com a Fantástico Sur, clique aqui. E para fazer reservas com a Vértice Patagonia, clique aqui.

As distâncias do Circuito W

As distâncias dependem muito do seu roteiro do Circuito W em Torres del Paine. Seu objetivo pode ser até 3km mais próximo ou mais distante, mas vou deixar as principais distâncias aqui pra te ajudar a se planejar.

Portaria Laguna Amarga – Camping Torre Central: 8,5 km
Portaria Laguna Amarga – Refúgio Chileno: 9 km
Hotel Las Torres – Refúgio Chileno: 5 km
Camping Torre Central – Mirador das Torres: 10 km
Refúgio Chileno – Mirador das Torres: 4km
Refúgio Chileno – Refúgio Los Cuernos: 13 km
Refúgio Los Cuernos – Camping Francés: 3 km
Refúgio Paine Grande – Campamento Italiano: 7,5km
Campamento Italiano – Mirador Britânico: 5km
Campamento Italiano – Refugio Los Cuernos: 5km
Refugio Los Cuernos – Hotel Las Torres: 12km
Refugio Grey – Refugio Paine Grande: 11km

Circuito W na prática - Dicas e informações importantes

Roteiro do Circuito W em Torres del Paine

Meu planejamento do Circuito W é este que vou compartilhar. Planejei 5 dias. Caso queira, pode fazer o inverso, começando pelo Pudeto. Como comentei acima, é o trajeto mais bonito!

Dia 1

Sair de Puerto Natales com ônibus.

Descer na Laguna Amarga e fazer os trâmites de entrada do parque.

Pegar o ônibus da portaria até o Hotel das Torres.

Fazer ckeck-in no Camping Torre Central da Fantastico Sur.

Subir para o Mirador Las Torres.

Voltar para o Camping

– Caminhada de cerca de 20 km

Dia 2

Fazer check-out no Camping Torre Central.

Chegar ao Camping Francés, da Fantástico Sur.

– Caminhada de aproximadamente 14 km

Dia 3

Check-out no Camping Francés

Subir até o Mirador Francés

Descer e seguir até o Camping Paine Grande

– Caminhada de aproximadamente 20 km

Dia 4

Check-out no Camping Paine Grande

Subir até o Camping Grey

– Caminhada de aproximadamente 11 km

Dia 5

Fazer check-out no Camping Grey

Descer até o Paine Grande

Pegar Catamarã até a portaria Pudeto

Pegar o ônibus de volta à Puerto Natales

– Caminhada de aproximadamente 11 km

O que levar para fazer o Circuito W

Guia passo a passo do Circuito W em Torres del Paine

Fiz esse check-list com o que você precisa ter na sua mochila pra realizar o Circuito W em Torres del Paine.

– 1 Mochila de ataque
– 1 Mochila cargueira de 60 L (levando comida)
– 1 Bota de trekking impermeável (amaciada, pelo amor da deusa)
– 1 Chinelo
 Roupas
– 1 Casaco corta-vento impermeável
– 1 blusa fleece
– 2 blusas segunda pele
– 1 Calça corta vento impermeável
– 1 Calça fleece
– 1 ou 2 calças segunda pele
– 1 luva fleece ou lã
– 1 luva impermeável
– 1 touca de fleece ou lã
– 1 lenço de trilha (serve para rosto, pescoço e cabeça)
– 1 shorts se for no verão
– 2 camisetas tipo dry se for no verão
– Meias de trekking (1 para cada dia)
Higiene
– 1 Toalha de microfibra
– Necessaire pequena com sabonete e shampoo em embalagem pequena
– 1 pacote de lenço umedecido
– 1 rolo de papel higiênico
Cuidado
– Lanterna de cabeça
– Bastão de trekking
– 1 cantil ou bolsa de hidratação (pelo menos 1 litro)
– 1 boné e óculos de sol
– Protetor solar e labial
– Hidratante (ou óleo de coco)
 Farmácia
– Relaxante muscular
– Anti-inflamatório caso os joelhos, quadril e tornozelos reclamem (recomendo diclofenaco potássico)
– Curativos
– Gelol ou equivalente em pasta ou aerosol
– Medicamentos pessoais

Quais alimentos levar para o Circuito W

Essa era uma das minhas maiores dúvidas na hora de planejar o Circuito W em Torres del Paine. Tinha medo de levar pouca comida e passar fome e acabei levando coisa demais.

Você não vai parar pro almoço, então esqueça!

Snacks

– Chocolates (Snickers são os melhores – isso não é propaganda)
– Frutas secas
– Amendoin
Opções pro Almoço
– Lanche com frios (meu presunto e queijo não estragaram durante os 4 dias em abril)
– Rapi10 previamente preparado de legumes
– Pão com patê
Opções pro jantar
– Comida liofilizada
– Comidas prontas da Vapza
– Atum ou sardinha
– Sopa de sachê
Opções pro café da manhã
– Leite em pó pequeno
– Café solúvel ou Capuccino
– Achocolatado em pó pequeno
– Pão
– Aveia

Comprar comidas no Brasil ou em Puerto Natales?

Tinha essa dúvida e decidi fazer meio a meio. Achei o mercado de Puerto Natales caro! Além disso, cheguei no meio do feriado e não tinha muita coisa disponível.

Compre no Brasil a maioria das coisas! Chocolate, atum, comida pronta, sopa… Isso tá mais barato aqui. Algumas coisas curti comprar lá, como o leite e o achocolatado, que tem tamanhos menores.

Se for levar, não tire nada da embalagem original. A imigração do Chile é bem rígida quanto a produtos de origem animal. Leia aqui essa e outras infos sobre o Chile.

Itens que se pode alugar

Guia passo a passo do Circuito W em Torres del Paine

Lojas e hostels possuem materiais de camping e até roupas para alugar.

– Barraca de Camping
– Saco de Dormir
– Colchonete
– Fogareiro
– Panelas
– Prato, talheres e copo
– Bastão de trekking
– Mochila
– Casaco e calça corta vento impermeável
– Botas

Salve esta imagem no Pinterest e leia o post mais tarde

Guia completo do Circuito W em Torres del Paine - Tudo o que você precisa saber para planejar seu trekking

Organize sua viagem

Planeje sua viagem com os meus parceiros e ajude a rentabilizar o blog

HOSPEDAGEM

O Booking é maior catálogo de hostels e hotéis do mundo. Escolha por menores preços ou notas de avaliações dadas por outros usuários. Cancelamento gratuito!

ALUGUEL DE CASAS

Alugue casas e apartamentos só para você durante sua viagem. Opções no mundo todo! Ganhe R$100 em créditos para usar na sua primeira reserva.

SEGURO VIAGEM

Viaje com mais tranquilidade e segurança. Saia do país com cobertura em casos de acidente ou doença, além de extravio de bagagem. Conheça a SegurosPromo e ganhe 5% de desconto no seu seguro de viagem. Cote também com a Real Seguros.

ROAD TRIP

Para fazer Road Trips ou para se locomover durante as suas viagens, alugue um carro na RentCars.com, que cota preços com diversas locadoras no mundo todo. Pague em reais, sem IOF e parcele em até 12x sem juros.

LOJA DO BLOG

Mochilas, câmeras fotográficas, itens para camping e muito mais. Acesse a loja de artigos de viagem no blog.

MUITO MAIS

Conheça outros parceiros do blog e planeje sua viagem desde a escolha dos equipamentos.

Assine a news

Dicas, informações, roteiros e inspirações no seu email

Nome
Email
Me identifico como
  • CAUE ARAUJO GOULART BANDEIRA (21 de abril de 2018)

    Muito completo teu post. =)
    Fui a 4 anos lá e não consegui completar o circuíto O. De lá fui pro Perito Moreno, voltei e fiquei mais dois dias em puerto natales.
    Pretendo voltar mais vezes a patagônia, meu lugar preferido nesse mundão.

    • Aline Rodrigues (21 de abril de 2018)

      A Patagônia é enorme e sempre tem chão pra gente voltar. Valeu pela visita.
      O Circuito O é meu sonho, mas tenho medo de o joelho morrer por lá

  • Rodrigo Cardoso (25 de abril de 2018)

    Cara, que post completão, hem! Resta quase nenhuma dúvida sobre o Circuito W. Quero fazer um dia!

  • camila latorre (17 de maio de 2018)

    Bota de treking nova ninguém merece hahahahahahaha melhor dica!
    eu acho muito louco esse passeio, Patagonia é maravilhosa. Fui em abril a Ushuaia e fiquei doida pra fazer esses passeios, vou te marcar aqui pra quando eu for. Muito bom o post.

    • Aline Rodrigues (17 de maio de 2018)

      Ushuaia é maravilhosa, né? Volte à Patagônia pra conhecer o Torres del Paine. Tenho certeza que você vai amar.
      Mas vá com bota gasta rs

  • Camila Coubelle (18 de maio de 2018)

    Post super completo, ajudou muito a esclarecer todas as dúvidas! pretendo ir no fim de 2019 mas já estou anotando as dicas para me planejar bem!

  • brunabarbosa277065278 (18 de maio de 2018)

    Nossa, Aline, que post mais completo! Adorei, sou louca para fazer o circuito, nem preciso procurar mais nada! =D

    • Aline Rodrigues (18 de maio de 2018)

      Ai que bom que vai ajudar! Faça o circuito w. É um dos melhores rolês da da Patagônia.

  • Sílvia Bolzani (18 de maio de 2018)

    Torres del Paine está no topo da lista de desejos! Planejamos fazer uma viagem bem completa pela Patagônia mas, após ler este super post, tive a certeza que 4 ou 5 dias de trekking não farão parte do roteiro…rs. Parabéns pelo blog!

    • Aline Rodrigues (19 de maio de 2018)

      Obrigada, Silvia! Olga, se fazer o trekking é demais pra vocês, aluguem um carro e conheça alguns pontos do parque. Dá pra dormir em hotéis e refúgios por lá pra continuar explorando no dia seguinte.

  • Mapa na Mão (20 de maio de 2018)

    Uau, que passeio incrível! Eu não sei se tenho coragem pela mochila a carregar e por dormir em camping o tempo todo, mas gostei de saber que tem os refúgios. E amei saber o motivo do nome, circuito W. Eu não sabia. Post muito completo, um guia para os viajantes que buscam estas paisagens incríveis. Abraço!

    • Aline Rodrigues (20 de maio de 2018)

      Legal, né? Quem fica em refúgio e come neles só precisa levar a roupa, que acaba pesando bem menos!

Deixe uma resposta

You Might Also Like

Here you can find the related articles with the post you have recently read.