Vício em viajar - sintomas de wanderlust

Vício em viajar – 10 sinais de que você tá “doente”

Existem pelo menos três termos para essa doença, que é como um vício em viajar, em estar longe de casa!

Dromomania, Ecdemomania e Wanderlust. Esses três termos estão ligados a um possível gene que faz a gente querer meter o Marlon Brando nas ideias e sair por aí. Trata-se do DRD4-7R, um gene que atinge cerca de 20% da população.

Segundo o pesquisador Richard Paul Ebstein, o responsável pelo vício dos aventureiros é o dopamina, um neurotransmissor que atua no controle de movimentos, memória e prazer. O dopamina é receptado pelo DRD. O chamado de gene wanderlust DRD4-7R, é uma variante do DRD4.

A teoria diz que as pessoas que têm essa variação genética são menos sensíveis à dopamina e, por isso, buscam experiências mais intensas pra liberar a substância!

Simplificando: quem tem wanderlust precisa meter o loko. 

O que é o vício em viajar?

Mas não é apenas fazer uma viagem que satisfaz a pessoa com vício em viajar . É preciso mesmo meter o loko! É topar andar por horas embaixo de sol forte ou em um clima extremo; é provar insetos ou outras iguarias bem diferentes; é arriscar a passar fome; saltar de paraquedas; voar de balão; montanhismo; rapel… A lista de aventura é longa.

O portador do vício em viajar nunca se contenta. A adrenalina se faz necessária assim que baixa. Ele tá sempre planejando fazer algo novo para sentir o prazer da dopamina.

Saiba mais sobre o gene neste artigo da Superinteressante.

Dromomania

Na verdade, esta obsessão está ligada a traumas. São pessoas que sentem uma compulsão por se mudar, por andar ou viajar, mas não apenas pelo prazer de fazer isso. Muitos casos de dromomania estão ligados a traumas, segundo o Dicionário Técnico de Psicologia.

Dromomania - Vício em viajar

Ecdemomania

Esse já é um termo mais cabível, que traduz de verdade a palavra wanderlust (vou falar daqui a pouco). Segundo o dicionário, é o “desejo, considerado fora do normal, de estar longe de casa; vontade patológica de perambular longe de casa; obsessão por viagens; fugir de casa.”.

Wanderlust

O termo mais bonito pro vício em viajar, porque ecdemomania é feio e difícil, né?

Wanderlust é um termo em alemão que significa algo como ‘desejo de viajar’. A palavra alemã wandern significa ‘caminhar’, ‘vagar’. Já a palavra Lust significa ‘desejo’.

 Vício em viajar - sintomas de wanderlust

10 sintomas do vício em viajar

Seguro de viagem com desconto1 – Quando não está viajando, você está planejando viagens.

2 – Tem uma lista de “Lugares para ir” mais longa que os contatos da agenda. Tem destino salvo no Facebook, Pinterest, Youtube, Drive do Google…

3 – Volta de uma viagem com outra planejada.

4 – Começou viajando e hoje pratica (ou está planejando) trilhas, trekkings, montanhismo, mergulho, rafting e outras atividades de aventura.

5 – Se aparece promoção de passagem e você não tem o tempo ou a grana necessária, fica mal de verdade! Ansioso, deprimido ou mal humorado.

6 – Não tem coragem de pagar R$200 em uma calça jeans, mas tem (ou compraria) uma bota de R$500, uma mochila de R$900, um casaco corta vento de R$300.

7 – Volta a trabalhar com uma depressão absurda e se imagina facilmente pedindo demissão pra poder cair no mundo.

8 – Se parar pra pensar, prefere morrer se aventurando pelo mundo, que viver mais tempo indo do trabalho pra casa.

9 – Sabe sobre todos os feriados do ano e tem pelo menos 3 planos pra cada um deles.

10 – Seu conselho é sempre “vai viajar”. Seja lá qual for o problema do seu amigo, você acredita – de verdade – que a solução é viajar, conhecer gente e viver uma experiência diferente.

Aposto que se identificou com pelo menos metade dessa lista!

Se você marcou 10 de 10, você é dos meus! Louco total com puro vício em viajar.

Você vai pirar nessas decorações de viagem e vai querer escolher entre uma dessas tatuagens de viagem. E se você tiver filho, vai escolher um desses quartos pra ele.

Uma Sul Americana com vício em viajar

Minha loja preferida ever é a Decathlon (gente, me patrocina, pelo amordedeos)! As vezes eu tô irritada e basta eu ir até uma loja pra passar. JURO! Não tô exagerando. Como vocês acham que eu sempre posto no Facebook as promoções que eu pego lá?

Nem preciso comprar nada! É só estar lá, olhando as mochilas, as botas, os equipamentos todos… Minha TPM não resiste!

Quando eu briso que fui sorteada na loteria, meus planos são: comprar um motohome e morar em qualquer lugar. Nunca penso em investir, comprar um imóvel ou abrir uma empresa.

Quando sei a data das férias (no caso, quando eu trabalhava em escritório), planejava duas viagens – caso uma não dê certo, o plano B tá no gatilho.

Minha mochila custou R$500, mas eu choro se tiver que pagar R$50 numa brusinha.

Mãe, sama o shamu, porque eu tenho vício em viajar!

Trekkings no Peru - 15 caminhadas de norte a sul
Trilha da Laguna 69, Huaraz

E o vício em viajar tem cura?

Na verdade, eu não sei, mas acredito que não! A não ser que você fique em real quadro de depressão e ansiedade, o vício em viajar não te faz mal, nem mal a ninguém!

O tratamento é viajar. E viajar muito! Mesmo que seja aí na sua cidade (eu sei que não é a mesma coisa, mas é melhor que nada).

Planejar viagem também ajuda a passar um pouco.

Quem sabe fuçar aqui no blog te ajuda a diminuir a vontade de sair correndo 😀

Ouça e leia as músicas que tem wanderlust já no título:

Paul McCartney | BjörkThe Weeknd | Nightwish

Salve esta imagem no Pinterest e leia o post mais tarde

Vício em viajar - 10 sinais de que você está doente e tem wanderlust

Ajude a rentabilizar o blog

Usando os links abaixo, você me ajuda a rentabilizar o blog e não paga nada a mais por isso

Assine a news

Dicas, informações, roteiros e inspirações no seu email

Nome
Email
Me identifico como
  • Vera Miranda (8 de janeiro de 2018)

    Adorei o post

  • Sônia Aparecida Leal Vítor Romeiro (9 de janeiro de 2018)

    Sou viciada. Me identifiquei com 8 itens.

Deixe uma resposta

You Might Also Like

Here you can find the related articles with the post you have recently read.