Como fazer um mochilão – viajando por contra própria

Para tudo tem a primeira vez. Inclusive para um mochilão ou uma viagem independente, aquela sem ajuda de agências de viagem.

As vezes você não quer viajar de pacote, mas não sabe sabe como fazer para viajar por conta própria. Como faço um mochilão? Onde posso economizar? Como fazer para não dar errado? Como fazer o roteiro?

Vou dar as respostas nesse post. Algumas coisas poderão parecer obvias para você, mas para quem tá iniciando os negócios, cada dica tá valendo.

verdades sobre voltar de um mochilão

 

♥ Como fazer um mochilão e viajar por conta própria?

Roteiro

Como fazer um mochilão

Primeiro, você precisa criar seu roteiro de forma independente. Sua viagem é pessoal e é você quem manda nela. Nenhuma agência de viagem vai conseguir criar de forma tão personalizada seu próprio roteiro.

Outros mochileiros podem ter feito viagens parecidas com a sua, por isso eles são as melhores fontes para te ajudar no seu planejamento. Você vai encontrar relatos e roteiros:

  • Blogs de viagem – aqui mesmo você acha muita informações de países na América do Sul e cidades brasileiras.
  • RBBV – No site da Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem você vai encontrar listas de blogs que escreveram sobre o lugar que quer ir. Como tem o mês que o blogueiro foi, é legal para você pegar dicas baseadas no período da sua viagem.
  • Mochileiros.com – é um fórum de viagem onde mochileiros perguntam, respondem ou relatam suas viagens. As minhas primeiras experiências foram com muitas dicas de lá.
  • Facebook – na rede você encontra diversos grupos de viagem. Tem grupos de viagem no geral e tem uns focados: América do Sul, Disney, Patagônia, Gramado e Canela, Europa, etc.

 

Criar um roteiro de viagem é a melhor parte, porque é o momento em que você começa a ficar íntimo dos locais que quer visitar. Você lê sobre eles, confere as distâncias, conhece os bairros e as comidas.

Use o Google Maps para visualizar como seria viável o roteiro que deseja e se existe alguma cidade interessante no caminho, que valha a pena conhecer.

Hospedagem

Como fazer um mochilão

Os que querem super economizar usam o Couchsurfing, uma rede social para quem oferece ou busca um espaço sem pagar ou receber nada em troca. Além disso essas pessoas querem fazer amizades e viver mais perto do que vivem os locais.

Já os que apenas querem apenas economizar, buscam hostels (veja aqui o que são) e alugam camas ao invés de quartos. Sai mais barato, é interativo e é uma experiência diferente durante as férias. Ao compartilhar o quarto com outros viajantes, você compartilha o banheiro, os espaços comuns e pode ganhar amigos do mundo todo.

Em hostels há também quartos privados, suítes e até quarto familiar. Geralmente a um custo bem menor que de hotéis convencionais.

Na hora de escolher a hospedagem precisa levar em consideração a distância que ela tem dos lugares de seu interesse. Não adianta escolher algo muito barato se tiver que gastar com condução.

Compare preços de hostels aqui.

Transporte

Como é viajar de ônibus pela América do Sul

Táxi não é proibido, mas se você precisa muito economizar ou quer muito viver uma experiência diferentona, você vai precisar usar mais transportes públicos.

Ônibus, metrô, lotação, van… O que for público é bem mais barato. Até no Peru, onde o táxi é muito barato, a passagem de condução pública é 5x menor.

Num mochilão, especialmente muito longo, táxi é só quando a distância não vai rolar de ônibus – ou porque não há transporte público ou quando não valerá a pena financeiramente.

Agora se você tem tempo, pode caronar. Transporte é um dos maiores gastos em uma viagem e economizando nele você poupa metade da grana do dia. Mas é preciso ter tempo, porque a carona nem sempre vem rápido.

Alimentação

Como fazer um mochilão

Se você tá economizando bastante, o negócio é não comer fora. Não sempre.

Durante o dia escolha uma refeição fora e as outras você cozinha no hostel (por isso precisa se certificar antes que o hostel tenha cozinha).

Dias de passeios, quando você vai passar o dia todo na rua, veja a possibilidade de levar seu lanche. Caso contrário você terá que comer na rua. Os restaurantes e lanchonetes onde há passeios são extremamente caros.

Passeios

Como fazer um mochilão

Esse ponto é bem pessoal. Tem quem viaje o mundo com alguns reais por dia, mas não faz nada por onde passa. Tem gente que economiza como um doido em tudo para gastar tudo em passeio.

Eu prefiro fazer passeios e viajar por menos tempo, mas também não faço todos os passeios porque também quero passar mais dias na trip. Escolho dentre as opções os passeios que mais combinam comigo, os mais imperdíveis, os mais baratos…

Se der para chegar de ônibus público, sem integrar agências, melhor ainda.

Os que são grátis, então. São os principais na sua lista, especialmente em cidades grandes, onde os passeios não são tão indispensáveis assim. Você não vai querer gastar em Buenos Aires uma grana que poderá investir num minitrekking pelo Glaciar Perito Moreno.

Material/ Equipamentos

Como fazer um mochilão

Se você vai acampar, fazer trilhas, surfar… seus equipamentos são mais específicos, mas falando em um mochilão simples, você precisa primeiro de uma mochila. O tamanho vai depender do tempo da sua trip, mas é importante que seja no mínimo boa se for viajar por muito tempo ou fazer trekking.

Um tênis ou bota é item indispensável. Assim como um chinelo.

Lanterna, capa de chuva, toalha de microfibra, saco de dormir (para ônibus, dormir em aeroportos, etc), mochila de ataque, óculos escuros e casaco impermeável corta vento são alguns itens que podem ser de primeira necessidade, mas essa lista pode mudar muito se o destino for de neve ou de praia.

AirBnB - Ganhe R$100 na sua primeira hospedagem em Buenos Aires

Ganhe R$100 na sua primeira reserva e ajude a rentabilizar o blog

Se você quer se tornar um mochileiro precisa saber que isso não quer dizer abrir mão do conforto, nem passar fome, nem andar sujo e fedorento. Você não precisa ser trilheiro, nem ter equipamentos de camping. Nem sempre é preciso ter uma mochila rs.

Você quer viajar com menos grana, quer se relacionar com as pessoas, quer fazer amizades e conhecer os lugares. Só isso!

Depois que você começa nessa vida, tudo pode acontecer. Depois do primeiro mochilão você pode começar a curtir trilhas, pode querer aprender a surfar, quem sabe se torna vegetariano… Essa é a pegada de um mochileiro: estar aberto para mudanças por causa de uma viagem ❤


Viaje com descontos e vantagens

Compre e reserve pelos links do blog

 

Anúncios

10 comentários sobre “Como fazer um mochilão – viajando por contra própria

  1. aimmmmm….. tô planejando Mexico em out/16 e quero viajar barato, me relacionar com pessoas, fazer amizades e principalmente conhecer lugares!! mas confesso q estou com um medo danado!!! já viajei sozinha, mas não do jeito q pretendo fazer agora!! estou lendo tudo q posso, mas sei q nada se compara qdo estiver lá vivendo a situação!! serão poucos dias…mas poucos dias de muita adrenalina!!

    Curtir

  2. Estou planejando fazer um mochilão sozinho e lendo aqui toda sua experiência ajuda muito.
    Estou planejando fazer lá por volta do mês 9 e quem sabe virar o ano na estrada. Só não tenho destino totalmente traçado ainda. Pensei em ir direto pra Argentina e de lá Peru e ai, deixa rolar. E com o mínimo de grana possível, quero me desapegar ou ao menos tentar me desapegar do comodismo de ter tudo fácil.

    Curtir

  3. Boa tarde Aline, gostaria de obter umas informações suas mais atuais já que seu blog dentre muitos que vi foi mais esclarecedor. Estou ainda em aberto na verdade mais venho namorando a muito tempo com a América do Sul, surgiu oportunidade de viajar em maio agora.
    Em relação aos países, entre Chile – Argentina – Uruguai, queria ir em ao menos dois.
    Qual me indicaria e porque? Qual seria mais barato de ir? E em relação a temperatura, qual seria melhor você sabe? Vi que vai estar inverno. Tb gostaria de saber em relação a eu ser mochileiro de primeira viagem e por exemplo queria ir a Ushuaia mas fui vetado por muitos amigos por ser mais ao sul e menos povoado, ir sozinho. Gostaria de dicas suas, grato desde já! 😀

    Curtir

    • Olá, Bruno!
      Que bom saber que curtiu o blog 🙂
      Olha, sobre os três países, dá pra curtir ou Argentina com Uruguai (Buenos Aires Córdoba e Colonia del Sacramento e Montevidéo na mesma viagem) ou Argentina com Chile, e aqui os roteiros são infinitos.
      Ao norte, Salta e Quebrada de Humahuaca + Atacama. Ao sul, Ushuaia, El Calafate e El Chaltén + Torres del Paine. Esses dois são os que mais gosto, porque sou apaixonada por frio e deserto, mas tem ainda a Região dos Lagos (perto de Bariloche).
      Sobre o mês, será outono, como aqui no Brasil, mas nesses países o clima é menos quente que aqui, então será mais frio que o nosso outono.
      Agora sobre Ushuaia, imagina que é menos povoado! Ushuaia é cheia de turistas e é um lugar maravilhoso! Não há perigo algum em ir sozinho.
      Você só precisa saber que tipo de viagem quer fazer para decidir quais destinos escolher. Isso também vai depender do tempo de viagem que você terá.
      Ser mochileiro é um processo. Você não vai cair no mundão, do nada, mas esses detalhes que citei no post é um bom começo.

      Curtir

  4. Olá Aline, gostei bastante da matéria, e sempre foi meu sonho viajar, porém só planejo isso pra daqui a uns 3 ou 4 anos. Provavelmente até lá vou ter bem mais conhecimento sobre os diversos assuntos relacionados à viagem, mas desde já gostaria de começar a estudar as possibilidades. Também quero fazer um mochilão, começando pela Argentina, e terminando lá em cima, provavelmente Peru. Sou fascinado por história, principalmente as relacionadas a civilizações antigas. Então Chile e Peru serão os destinos pelos quais eu realmente passarei mais tempo, gostaria de ver tudo. Você acha que vale a pena eu economizar em países como Argentina, Uruguai, pra quando chegar no Peru, ter uma grana legal para fazer passeios, como por exemplo ir a Machu Picchu(que é o meu grande objetivo.)?

    Curtir

    • Oi! Tércio, em 4 anos você pode juntar uma grana enorme pra conhecer tudo.
      Mas acho que economizar na Argentina é um pecado. O país é um dos mais lindos do nosso continente e você vai se arrepender.
      Eu economizaria no Uruguai e arrastaria minha viagem até o Equador, que é super barato e lindo.
      Mas pensa nisso: em 4 anos você pode economizar grana pra chegar ao Alaska hahahahaha.
      Aqui no blog tem uns posts com dicas pra economizar grana. Dá uma olhada e vai se preparando pra isso https://umasulamericana.com/tag/economia/

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s