Jujuy e Salta – Porque visitar a região norte e noroeste da Argentina

Não se foram as manhãs ensoladas, o silêncio da tarde durante a siesta ou os ventos gelados do fim da tarde. Só sei que me apaixonei perdidamente pelo NOA, região norte e noroeste da Argentina.

O clima árido, o sol escaldante, as paisagens extremamente lindas e a proximidade com regiões de interesse turístico são só alguns dos motivos que fazem o NOA ser uma das minhas regiões preferidas.

Se você tá buscando um destino para as suas próximas férias, leia esse artigo e veja o porquê escolher o norte e noroeste argentino.

Pucara, Tilcara

Sítio arqueológico Pucara, em Tilcara

Por que conhecer a região norte e noroeste da Argentina?

  • É diversificado

Entre as belezas do NOA, você vai encontrar montanhas coloridas, deserto de sal, sítio arqueológico, queda d’água, animais andinos, capelas no alto de montanhas, cidades inóspitas, formações rochosas impressionantes, cactos gigantes, trem das nuvens, museu com múmias incas e muito mais.

Uma viagem para Salta e Jujuy é completa. Você vai ter muito o que ver e fazer todos os dias.

Purmamarca, como chegar por conta

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE SALTA E JUJUY:

Quando ir? Como chegar? Em qual cidade de hospedar? Clima mês a mês. Quanto custa? O que levar? O que fazer? E muito mais!

  • É barato

Os passeios de dia inteiro custam cerca de R$90. As passagens de ônibus são baratas, custando entre AR$10 e AR$122 (R$2,80 e R$35).

A comida também não é cara. Entradas de museus com preços acessíveis e inúmeras atrações grátis.

Passeios em Salta – Cafayate e Quebrada de las Conchas

  • É pouco visitada por brasileiros

Brasileiros são como água na região da Patagônia, no Atacama, no Salar de Uyuni e Machu Picchu, por exemplo. Mas a região de Salta e Jujuy ainda é pouco frequentada por nós. São poucos os que a gente encontra por ali.

Se você quer fazer uma viagem diferente dos seus amigos e inovadora nas paisagens, bora pro NOA!

Cachi

Cachí

  • Está próxima de cidades que todo mundo quer conhecer

Há 6 ou 8 horas de San Pedro do Atacama (depende se está em Salta ou Jujuy) e há 10 ou 12 de Uyuni, o NOA pode ser integrado nessas viagens numa boa.

A maioria dos mochileiros e viajantes independentes do Brasil fazem Atacama, Salar de Uyuni, Lago Titicaca e Machu Picchu, mas são poucos os que passam pelo NOA, que pode ser uma opção barata para mudar um pouco esse roteiro.

Passeios em Salta – Cafayate e Quebrada de las Conchas

  • Alternativa do clássico roteiro acima

Claro que não se compara, mas se a grana tá curta, Salta e Jujuy oferecem atrações parecidas com o clássico Chile, Bolívia e Peru.

Ps: não é para deixar de fazer esse roteiro maravilhoso, é só para adiar, caso a grana esteja curta.

As Salinas grandes, na Quebrada de Humahuaca, podem ser uma alternativa para o Salar de Uyuni.

Pucará de Tilcara é um sítio arqueológico que, mesmo não sendo tão grandioso como Machu Picchu, é lindo e custa AR$50.

Tem deserto, uma opção barata para adiar o enorme e caro Atacama.

Tem cactos, lhamas, vicunhas, uma ou outra cholita… Bem parecido com os vizinhos.

Purmamarca, como chegar por conta

  • É fácil de chegar

Do Brasil há voos que vão para lá fazendo escala em Buenos Aires.

Além de ser fácil vindo do Chile e da Bolívia, você pode ainda integrar essa região a uma viagem às Cataratas do Iguaçu vindo de ônibus via Puerto Iguazú e Tucuman. Veja neste post como chegar de outras regiões.Passeio Salta - Cachi

 

Ganhe 5% de desconto no seu seguro e ajude a rentabilizar o blog

 


Compartilhe esta imagem no Pinterest

Salta e Jujuy - Porque visitar a região norte e noroeste da Argentina

Anúncios

6 comentários sobre “Jujuy e Salta – Porque visitar a região norte e noroeste da Argentina

  1. Olá amigos! Estava pensando em fazer um percurso Bolívia – chile (atacama) – argentina , nessa ordem. Da Bolívia para o atacama talvez seja melhor fazer aquele percursso/passeio de uyuni (tratado num outro post de vcs) certo.

    Mas minha dúvida é: é possível ir do atacama até o norte da Argentina (salta, por exemplo) por terra? Se sim , conhecem quais companhias podemos usar, quanto custa, se há transporte regular…?

    Obrigado!

    Curtir

  2. Pingback: Pucará de Tilcara, um sítio arqueológico pouco conhecido no norte argentino | Uma Sul Americana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s