Soroche – como evitar os sintomas causados pela altitude

Salta, Jujuy, Atacama, Bolívia, Peru… Lindos e altos!

Antes eu achava que era lenda ou exagero, mas, entre dores de cabeça e taquicardia, senti alguns sinais da altitude, onde o oxigênio atmosférico é menor.

O soroche, como é chamado nos Andes o mal de altitude, é sério e pode ter sintomas graves se você não se precaver.

♥ O que é Soroche, Mal Agudo das Montanhas ou Mal de Altitude

Esses são os nomes que se dão para os efeitos que a altitude causa.

Mal de altitude - chacaltaya

Sentimos muito cansaço no Chacaltaya, 5.395 metros de altitude.

Soroche ou mal de altitude é o conjunto de sintomas causados pela alta elevação de um território. Quanto mais alto é um território, menos oxigênio atmosférico há. É inevitável não respirar mais rápido, causando taquicardia. Como no alto o ar também é mais seco, desidratamos mais rápido, que ajuda a acelerar alguns sintomas.

Ninguém está livre do soroche quando se está acima de 3 mil metros acima do nível do mar. Não importa o seu condicionamento físico ou se já esteve antes em altitudes parecidas. Cada momento é diferente.

Se você não se aclimatar e não se prevenir pode ter problemas sérios, como desmaios ou pior: edema pulmonar ou cerebral.

As altitudes que podem causar o soroche são dividas em três classes:

〉〉〉 Moderadas: entre 2.400 e 3.600 metros
〉〉〉 Altas: entre 3.600 e 5.400 metros
〉〉〉 Extremas: acima do 5.400 metros.

Os sintomas

Passeio Salta - Cachi

Altitude em Cachí – meus primeiros sintomas do soroche

Estando acima de 2500 metros acima do nível do mar, você pode começar a sentir alguns sinais.

  • Dor e/ou pressão na cabeça
  • Taquicardia (palpitações semelhantes à angústia)
  • Embrulho no estômago
  • Dificuldade para respirar
  • Cansaço ao mínimo esforço
  • Tontura
  • Enjoo
  • Sede excessiva
  • Diarreia
  • Câimbra

Tudo isso é causado pela falta de oxigênio no cérebro. Em grandes altitudes a oxigenação não ocorre de maneira correta. É por isso que em regiões montanhosas as pessoas são mais baixinhas.

Seguro viagem barato

♥ Os cuidados

Para evitar que esses sintomas fiquem mais evidentes e estraguem sua viagem, há alguns cuidados e precauções:

Mal de altitude - folha de coca

Folha de Coca ajuda a amenizar os sintomas do soroche.

  • Beba muita água. O que seu corpo mais precisa é estar hidratado. Não espere sentir sede. Alguns médicos recomendam 3 litros diários.
  • Diminua o sal dos alimentos.
  • Masque folha de coca, chupe bala de coca, beba chá de coca… Ela tem efeito analgésico e ajuda a diminuir alguns efeitos do Mal de Altitude.
  • Aclimatize antes de fazer quaisquer atividades em grandes altitudes. Se desembarcar em La Paz, por exemplo, fique um dia apenas para acostumar o corpo, ao invés de chegar fazendo o Chacaltaya, porque você não vai aguentar. Se for fazer um roteiro cheio de cidades, escolha as mais baixas primeiro e deixe as altas para subir de ônibus gradativamente.
  • Tomar aspirina pela manhã pode ajudar a aliviar sintomas ao longo do dia.
  • Caminhe devagar e não se esforce para nada. Ao fazer isso você perde o fôlego e tem taquicardia.
  • Coma alimentos mais leves, especialmente a noite. E não exagere nas bebidas alcoólicas, melhor até evitar.

O Sorojchi Pills é um medicamento indicado para aliviar os sintomas causados pela altitude. Esse remédio é comercializados em diversas cidades altas na América do Sul. Veja mais no site.

Já para comprar ainda no Brasil, o mais indicado é o Diamox (Acetazolamida), que deve ser tomado 1 dia antes de chegar a uma elevação alta.

Se você estiver se sentindo muito mal, com vários sintomas e por muito tempo, mesmo com repouso, procure um médico. O soroche é sério e, em casos graves, leva a morte.

No fórum do Mochileiros.com, um viajante deixou uma tabelinha que os guias do Aconcagua dão para que os montanhistas usem na hora de avaliar a seriedade dos sintomas. Reproduzi a tabela aqui para ajudar:

Avaliando os sintomas do Soroche - Mal de Altitude

♥ Meus sintomas

Desde Salta estamos subindo e descendo entre 2 e 5 mil metros, por isso senti muitos sintomas diferentes.

Senti enjoo e tontura, dor e pressão na cabeça, dificuldade para respirar, cansaço em repouso, cansaço extremo em caminhadas leves, taquicardia, sede excessiva, sonolência e confusão mental.

Nada muito sério. Sempre que me sinto mal, descanso, bebo água e masco folha de coca.

O Rodrigo sentiu um incomodo nas narinas, como quem tem sinusite. Além de cansaço, dor de cabeça e taquicardia.

E pra deixar o clima menos tenso, um vídeo tosco meu e do Rodrigo mascando folha de coca enquanto íamos para San Pedro do Atacama.


Compartilhe esta imagem no Pinterest. Siga minhas pastas de viagem

Avaliando os sintomas do Soroche - Mal de Altitude.jpg

Anúncios

14 comentários sobre “Soroche – como evitar os sintomas causados pela altitude

  1. Eu tive um pouco de dor de cabeça em alguns dias e muita dor no estômago em outro dia, mas não era náusea ou vômito não, era só dor mesmo. O mal de altitude é famoso por parar/dificultar a digestão. Não consegui jantar aquele dia, sou muito gulosa rs e mesmo assim fiquei com a sensação de estômago cheio do meio da tarde até o dia seguinte de manhã. Nesse tempo, fiquei só a base de água (e chá de coca) mesmo.

    Curtir

  2. Pingback: Dicas de higiene e saúde na Bolívia | Uma Sul Americana

  3. Pingback: O que fazer em San Pedro do Atacama | Uma Sul Americana

  4. Pingback: Chalcataya e Valle de la Luna – como são os passeios | Uma Sul Americana

  5. Pingback: Bolívia – 10 coisas que você precisa saber antes de viajar | Uma Sul Americana

  6. Pingback: De Uyuni a Oruro por trem e de Oruro a La Paz de ônibus | Uma Sul Americana

  7. Pingback: Coletor Menstrual – Cartão de Emergência | Uma Sul Americana

  8. Pingback: Valle de la Luna no Atacama – tudo o que você precisa saber | Uma Sul Americana

  9. Pingback: Salta e Jujuy – Tudo o que você precisa saber sobre o NOA | Uma Sul Americana

  10. Pingback: Dicas para planejar uma viagem ao Peru | Uma Sul Americana

  11. Durante a viagem vocês encontraram famílias com crianças? Como elas lidam com o mal de altitude? Tem alguma recomendação especial??
    Obrigada e Parabéns pelo blog. Vai nos ajudar muito.

    Curtir

    • Oi, Gabriela! Brigada 😍
      Em Cusco havia uma família de franceses. Eram 3 crianças. Mas lá não é muito alto, né?
      Acho que as recomendações são as mesmas. O problema é a criança saber lidar com os sintomas ou saber distinguir o que tá sentindo.
      Se puder, consulte um médico antes e veja a opinião dele sobre isso.
      E quando for montar o roteiro, suba gradativamente, assim ameniza os efeitos da altitude.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s