Lado argentino das Cataratas do Iguaçu – dicas e informações

Quem vai a Foz do Iguaçu para conhecer as Cataratas deve também conhecer o lado argentino do parque, que é lindo e possui maior contato com a natureza.

Esse post tem tudo sobre o lado argentino, porque muita gente tem mandado mensagens pedindo informações: como chegar, quanto custa e o que tem para fazer lá.

Tudo sobre as Cataratas del Iguazú na Argentina

♥ Como é

O Parque Nacional Iguazú fica na cidade de Puerto Iguazú, vizinha à brasileira Foz do Iguaçu. De lá se tem uma visão diferente das Cataratas, além de oferecer várias atividades de ecoturismo.

Como não dá para fugir das comparações (veja aqui), o lado argentino possui infraestrutura bem inferior, mas oferece muito mais contato com a natureza.

As passarelas, que são acessadas por trilhas e ficam bem próximas das quedas, são a superior e a inferior. Já a mais querida, a ‘Garganta do Diabo’, é acessada por trem (ou por uma trilha mais longa).

Como fotografar as Cataratas do Iguaçu

Tudo sobre as Cataratas del Iguazú na Argentina

O ideal é começar pela menos impactante para não estragar as surpresas. Então, comece pela superior, depois a inferior e deixe a garganta por último.

Não se espante com o tamanho da fila do trem pela manhã. As pessoas chegam excitadas pela garganta e vão todos para lá quando chegam. Quanto mais tarde, mais vazia ela estará. Fomos perto das 15h e deu para chegar no corrimão várias vezes. Inclusive para ficar parados admirando a queda por vários minutos.

Ainda há opções de atividades como a Gran Aventura, a Aventura Naútica e o Paseo Ecológico. Para não ficar muito longo, depois posso descrever mais sobre os passeios (não fiz, mas peguei o panfleto rs).

Tudo sobre as Cataratas del Iguazú na Argentina

O parque é bem grande e a visita leva o dia todo. Há gente de todos os cantos e brasileiros estão lá aos montes, por isso os funcionários entendem bem nossa língua.

Lá possui áreas para lanches, com mesas e bancos. Levar seu próprio lanche pode ser mais vantajoso. Se quiser comer algo de lá mesmo, vi lanchonete próxima à estação de trem e perto da passarela inferior.

♥ Quanto é

A entrada custa AR$200 para Mercosul, o que inclui nós, brasileiros! A entrada é paga apenas em pesos argentinos e se for fazer câmbio lá na hora vai sair no prejuízo. A cotação é bem ruim.

No câmbio que fiz R$0,26 x AR$1, minha entrada saiu cerca de R$52, mais caro que o lado brazuca.

Se quiser visitar o parque também no dia seguinte, paga-se apenas 50% do valor.

Tudo sobre as Cataratas del Iguazú na Argentina

♥ Como chegar

Para chegar ao Parque argentino é preciso pegar dois ônibus: um até Puerto Iguaçu e outro até o parque.

Em Foz, procure pelos pontos de ônibus internacionais. Eles são verdes e possuem as bandeiras dos países vizinhos, Argentina e Paraguai. Caso precise de uma referência, ao lado do Terminal de Transportes Urbanos (TTU) há um desses pontos, fica em frente ao zoo.Tudo sobre as Cataratas del Iguazú na Argentina

Cotação de seguro de viagem

Lá você precisa pegar o ônibus que leva à Argentina. Custa R$4 ou AR$15. É preciso desembarcar na fronteira e dar entrada no outro país. O ônibus espera todo mundo um pouco mais a frente.

Um tempo depois o motorista avisa o ponto para quem vai às Cataratas. É só atravessar a rua e aguardar o outro ônibus, que custa R$15 ou AR$50. Alguns taxistas abordam quem tá aguardando. Pode confiar! Tendo 4 pessoas no carro, eles cobram o mesmo valor. Fomos com mais duas brasileiras no mesmo carro e foi sussa.

Para voltar é preciso fazer o mesmo: pegar o ônibus em frente ao parque, descer e pegar o que leva à Foz.

Se quiser ficar por Puerto para aproveitar a noite, que é bem mais legal que Foz, saiba que o último ônibus sai às 20h. Caso vá ficar até mais tarde, terá que voltar de táxi – ou tenta fechar uma van (o João é super legal e pode fazer esse trecho 45 9931-17666).

Tudo sobre as Cataratas del Iguazú na Argentina

Dicas

  • Vá de tênis. Deixe a sapatilha e a sandália para a noite. Você vai andar bastante. Use roupas confortáveis.
  • Passe repelente. Tô com coceira até hoje por causa dos supermosquitos que me picaram
  • Faça câmbio em Foz e pague tudo em pesos, inclusive os ônibus. Em frente ao Hotel Rafael e no Mercado Mufatto as cotações estavam melhores. Pagando em pesos, por exemplo, o ônibus de R$15 saiu pra gente por R$13 ao pagar AR$50.
  • Faça passeios de barco no lado argentino. O mais longo deles, o Gran Aventura, custa cerca e R$140, enquanto que o Macuco Safari (brasileiro) custa R$180. O mais curto, o Aventura Naútica, sai por R$70
  • Leve uma bag para sua câmera. As quedas são bem próximas e dependendo do vento você vai se molhar. Não deixe de fotografar esse momento. Inclusive se for fazer os passeios de barco.
  • E por falar nesses passeios, use uma roupa fácil de secar e leve um chinelo para não molhar seu tênis.
  • Use protetor solar, porque o sol pega bem por ali

Bônus!

Há um pequeno coral de indígenas na saída. Leve uns trocados (em real, que vale mais) e deixe para eles.

Tudo sobre as Cataratas del Iguazú na Argentina


Compartilhe esta imagem no Pinterest para ler o artigo mais tarde

Tudo sobre o lado argentino das Cataratas do Iguaçu - Puerto Iguazu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s