15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://umasulamericana.com 300
theme-sticky-logo-alt
theme-logo-alt
Amor de viagem - 10 dicas pra não sofrer nem se apegar

Amor de viagem – 10 dicas pra não se apegar e não sofrer pelo crush

Powered by Rock Convert

Nenhum guia de viagem vai te contar que, além de ver lugares lindos e viver experiências únicas, você vai conhecer algum crush e viver um amor de viagem. Sempre tem uns boys (ou umas minas) que mexem com o coração da gente.

E se não falam nem a possibilidade de conhecer alguém, imagina dar dicas de como não se apegar ao amor de viagem, né? Daí a gente sai pra viajar, se apega, tem que vir embora e aí? Fica só a dor no fundinho do poço hahaha.

Pois é! Pode acontecer de você realmente se apaixonar durante uma viagem. Comigo aconteceram algumas vezes e, por isso, criei essa lista pra que você aprenda com a minha experiência a não se apegar ao teu amor de viagem.

10 dicas pra não se apegar a um amor de viagem

Primeiro de tudo é: se apaixone sim! Mas se apaixone quando seja verdadeiro, sem ilusão, sem apego e sem dor!

Meninas e meninos, anotem bem o que a tia vai escrever. Façam valer a pena cada lágrima derramada pelos crushs de viagem que eu tive ao longo do último ano (antes disso eu tava numa relação e nunca tinha vivido essa experiência).

Aprendam com a minha dor:

1 – Saber bem o que ele tá dizendo no idioma e regionalismo dele

Dicas pra não se apegar ao crush de viagem

O meu primeiro amor de viagem fala espanhol e eu, quando me envolvi com ele, falava um nível intermediário. Por isso, haviam vários termos que eu não entendia muito bem.

Muito que bem, um dia ele me escreve, entre tantos elogios, “Aline, me caes muy bien, la verdad”. Abri o Google Translator e ele me traduz “Aline, eu realmente gosto muito de você”. Pronto! A pisciana iludida já achou que o cara tava apaixonado.

Adivinhem! Me apaixonei perdidamente. Meudeus! Fantasiei nossa relação e tudo, mas no fim, o cara só queria dizer que me curtia muito. Uma diferença gritante.

Pelo menos, depois disso, eu pergunto o que a pessoa quer dizer exatamente com aquele termo, caso eu não conheça.

E fica minha lição número 1: não se anime pelas coisas que a pessoa diz sem saber se é isso mesmo. Não só no sentido de que pode ser mentira, mas o principal aqui é que você precisa saber o que ela quis dizer, porque em seu idioma ou regionalismo, pode não significar o mesmo que pra você.

Saber o que a pessoa tá dizendo evita que você se iluda à toa e se apegue de bobeira.

2 – Não fazer planos pro futuro caso o lance seja forte

Como é lidar com um amor de viagem

Beleza, o que a pessoa disse era realmente o que você imaginou e o lance com o crush virou amor de viagem, ficou sério.

Então aproveite e viva cada momento ao lado do boy ou da mina. Fale o que tiver que ser dito, explore suas emoções com aquela pessoa e se permita viver profundamente esse amor de viagem.

Tá tudo bem se apaixonar. É uma delícia, mesmo! A gente se sente vivo, melhora a auto estima e aprende um montão de coisas sobre nós e sobre as relações. Então se entregue ao MOMENTO!

Mas jamais faça planos de futuro com a pessoa. Esqueça as promessas e peça pra que a pessoa não faça, caso precise.

Com outro crush de viagem vivi um lance profundo e recíproco por algumas semanas. Apesar das nossas diferenças serem bem evidentes, os dois estavam curtindo o rolê.

O cara me chamou pra viver com ele em seu país quando ele voltasse (isso sem data, já que ambos viajavam de mochilão sabático pela América do Sul). Eu topei, claro! Na minha cabeça fiz vários planos. Nós dois falávamos de seguir a viagem juntos e tudo mais!

Dois dias depois a gente brigou feio e nunca mais reatamos, apesar de termos nos encontrado algumas vezes depois. Foi muito difícil pra mim aceitar que aqueles planos não iriam se concretizar. Além disso, coloquei na minha cabeça, à época, que era mentira tudo o que ele me dizia.

Se eu tivesse curtindo cada dia por vez, vivendo apenas o momento, eu teria ficado apenas triste com o rompimento, mas não teria sofrido.

Promessas são como raízes: elas fincam profundo e depois dá trabalho reenvasar o coração (puta merda, que poético, mano). A gente não tem como saber o futuro, por isso, não faça planos!

3 – Não viver a despedida com antecipação

O que fazer se você se apaixonar na viagem

Daí você tá curtindo teu crush, mas todo santo dia dá aquela ansiedade negativa sobre a despedida. O que vai acontecer cedo ou tarde, já que é amor de viagem!

Se você tiver duas semanas pra ficar com pessoa, vai passar duas semanas sentindo uma emoção de baixa energia se ficar prevendo a hora de alguém partir, seja você, seja ele.

Não importa quem vai embora, nem quando. Use a dica número 2: viva apenas aquele momento exato!

Até porque, caso você fique remoendo na tua cabeça a tristeza da despedida, a pessoa pode acabar sentindo uma energia negativa vinda de você e ela não tem como significar o que você tá sentindo. Esse tipo de coisa pode acabar deixando a relação menos agradável.

Então, deixe pra viver a despedida quando ela for acontecer de fato.

Vivi um amor de viagem em Cusco, quando eu já estava mais madura pra esse tipo de relação. Seriam apenas 5 dias, e eu realmente tava bem triste que aquela experiência maravilhosa duraria tão pouco.

Minha sorte é que ele estendeu sua estadia e passamos 2 semanas juntos. Depois dessa extensão, eu fiquei tão feliz, que nem me importei mais. Até porque ele não me disse quanto tempo mais ficaria. Foi estendendo conforme podia. Por isso, vivi 2 semanas plenas, curtindo cada minutinho com o mozão de viagem!

4 – Não criar expectativas com a empolgação do boy

Amor de viagem: dicas pra não se apegar e sofrer pelo crush

Sabe aquele boy da primeira dica, que eu confundi as coisas por falta da compreensão real do que ele disse? Então, além de eu me iludir por esse engano, eu me enganei com a empolgação dele.

O cara tava super curtindo nosso lance. Era a primeira estrangeira, diferente no idioma, nos costumes, mais velha, tudo era novidade no meio da rotina dele (eu tava viajando e ele tava de boa em sua cidade). Então o cara me mandava mensagem várias vezes durante o dia, inclusive de madrugada. TODOS OS DIAS!

Confundi empolgação com paixão. Bom, o desfecho vocês sabem, como eu disse lá em cima: tomei no cool do amor hahaha.

Por isso, entenda o comportamento do cara ou da mina. Tenha certeza se a pessoa tá só empolgada ou se ela sente algo especial por você. Como fazer isso? Eu faço perguntando na lata mesmo. Ou você pode apenas refletir sobre o que você significa pra aquela pessoa.

Não é pra ficar com a auto estima baixa, não! Mesmo que não tenha um sentimento especial, a pessoa tá felizona em tá se envolvendo com você! Isso já é muito especial.

5 – Não criar expectativas com o pós despedida que ainda perdura

Amor de viagem - o que fazer pra não se apegar, nem sofrer

Vocês viveram aquele amor de viagem super intenso e saudável. Rolou a despedida e o contato segue firme. O que fazer? Não criar expectativas.

O que isso significa: que, de novo, você deve curtir o momento. Não pense no amanhã, não faça planos, não se mantenha na espera.

A troca de mensagem significa que vocês ainda têm acesa a chama da paixão (tô muito poética, fala sério). Isso é um bom sinal! Mas você pode se machucar se começar a se empolgar com isso, colocando significado onde não tem.

Pode ser que isso resulte num próximo encontro. Quem sabe um não visite o outro nas próximas férias, mas pode ser que esse fogo diminua. Então é melhor não fazer planos.

De novo, sem promessas! Sempre vai sair um “vou aí te visitar” ou um “se muda pra cá”. Esse mesmo cara por quem me iludi, tava tão empolgado no pós despedida, que me disse pra eu ir morar no país dele. Três semanas depois mal mandava mensagens.

Mande mensagem quando tiver com saudade. Converse por horas. Responda sempre que a pessoa falar com você. Não entre em joguinhos de “eu fui a última a mandar, não vou escrever” Seja honesto consigo mesmo e justo com a outra pessoa e tudo vai dar certo.

6 – Não se envolver se tiver questões não resolvidas

se apaixonar viajando

Esse é um conselho de mestre: tente se manter longe de relações intensas de viagem caso você esteja com alguma não resolvida.

Cupom desconto worldpackers 10 dólaresPowered by Rock Convert

Por que? Pra escapar emocionalmente do que tá te incomodando na tua vida, supondo, um ex-namorado recente ou um pé na bunda que ainda dói, você facilmente vai se apegar.

Fiz isso com esse mesmo cara da ilusão (nossa, posso escrever um livro sobre esse lance hahaha). Eu tava recém saindo de uma relação extremamente longa (pra saber mais, clique aqui) e acabei usando esse crush pra esquecer meus problemas amorosos. Resultado: dois problemas amorosos de uma única vez!

Se você tiver qualquer decepção amorosa ou qualquer questão sentimental pra resolver, evite viver um amor de viagem.

Eu sei que o amor acontece sem aviso prévio, mas o engano, não! O que tô falando aqui é pra você evitar esses enganos. Acabar se apaixonando por alguém numa situação vulnerável pra você.

Sentiu algo? Se pergunte: eu sentiria mesmo isso por essa pessoa em outras circunstâncias? Olha, quando me perguntei isso sobre o carinha da ilução, concluí que não!

7 – Não viajar com aquele sentimento de esperança em se apaixonar

Se apaixonar em viagem tá tudo bem, mas cuidado pra não sofrer

Outra coisa que pode te levar direto pro vagão das ilusões, é sair pra viajar já pensando em viver um amor de viagem. O que acontece? Qualquer zé que mete uma cantada bem bolada vai parecer o amor da tua vida.

Não pense em nada! Pareço até vitrola quebrada, mas viva apenas o momento e crie zero expectativas sobre se apaixonar na viagem.

Se não, a senhora ou o senhor vai se sentar na mesa do bar e vai caçar teu amor, ao invés de realmente curtir o rolê. Vai tomar café da manhã esperando surgir na luz da manhã tua alma gêmea, ao invés de comer direito.

O tamanho das desilusões vai ser grande caso saia de casa com a intenção de encontrar alguém. Você vai paquerar simplesmente qualquer ser que respira e vai ficar frustrado com falta de reciprocidade.

Evite tomar no cool do amor!

8 – Ter consciência de que amor de viagem acontece em outra intensidade

Paixão de viagem: o que fazer pra não se apegar

O amor de viagem acontece numa intensidade diferente dos amores comuns. Isso porque os dias são focados apenas em você, no teu prazer, nas coisas boas que você tá vivendo.

Por exemplo, com o segundo crush que me apaixonei, esse das promessas, vivi várias semanas passando 24 horas com ele. Nos afastávamos poucas vezes ao dia, por isso nossa relação teve a mesma intensidade de um lance de meses numa rotina comum, onde as pessoas trabalham e têm outras tarefas.

Talvez eu não tivesse me apaixonado tanto se eu soubesse que aquela intensidade é comum entre paixões de viagem. Achei que significava mais do que realmente era. Não que tenha sido uma ilusão, não é isso. Quero dizer que parecia muito mais forte e profundo.

A relações em viagem são mais intensas, porque:

  • a gente sabe que dura pouco, então aproveita cada minuto
  • a gente tá emocionalmente positivo, já que é uma viagem
  • a gente tá mais disposto, porque não existe o medo do compromisso
  • a gente se empolga mais, porque o outro geralmente é bem diferente de todos os anteriores

Tenha consciência dessa intensidade e vai evitar paixões avassaladoras, que parecem amor de novela, mas é só um crush mesmo!

9 – Não criar uma rotina com o boy durante a viagem

Como não se apegar a um crush de viagem

Uma dica importante, que tem muito a ver com a anterior: não crie uma rotina com teu crush de viagem.

Além de diminuir essa intensidade louca, você não sofre depois da despedida.

Quando falo de rotina tô falando de tomar café da manhã juntos, de almoçar juntos, de ir sempre nos mesmos lugares juntos, de ter horário pra fazer as coisas juntos…

Depois que meu amor de viagem em Cusco foi embora eu fiquei no vazio da minha cama, olhando pro teto e com saudade da conchinha quentinha pra dormir hahaha.

Mas o que doeu mesmo foi o rompimento do segundo crush, porque viajamos por semanas juntos e, de repente, me ver sozinha de novo, tendo que fazer as refeições sozinha, tendo que me locomover sozinha, fazer os relês sozinha, foi bem difícil (até porque viajávamos com um amigo também, então foi separação dupla). Eu viajava sozinha havia meses e essa rotina com eles cagou meu psicológico! Tadinha.

Então, tente não criar esse vínculo forte na tua rotina. Depois que o cara ou a mina vai embora fica mais fácil pra voltar à tua vida comum na viagem!

10 – Entender que a distância vai esfriar a paixão de viagem

sobre paixão de viagem

Se tem uma coisa que aprendi ao longo dessas relações, sejam as mais intensas, sejam os crushs menos relevantes, é que o tempo e a distância pode esfriar e muito o lance.

Seja pela imersão na rotina, com tarefas de casa e do trabalho, até mesmo com filhos; seja um novo romance surgindo presencialmente; seja uma falta de interesse genuína e inocente; seja a preguiça de conversar por mensagem ou pela falta de tempo. A questão é que a paixão de viagem vai dar uma baixada no fogo, até esfriar.

Isso aconteceu exatamente com todos os crushs de viagem. Tem um ainda com alguma chama. Alguns estão mornos. Outros congelaram.

Das mensagens a cada hora, cai pra mensagens diárias, depois pra 3 vezes na semana, logo são semanais e, do nada, só sobram as reações no Instagram (inclusive, me segue aí @umasulamericana).

Isso não significa que a pessoa não gosta de você, ou que tenha te enganado, ou que tenha outra paixão. Só significa que a empolgação entrou num estágio adormecido. E tá tudo bem! Você vai perceber quando isso acontecer. Só aceite sem dor.

O reencontro com tua paixão de viagem

Caso voltem a se encontrar, existem duas possibilidades:

  • vocês vão se envolver como se o tempo não tivesse passado. Vai ser natural, igual.
  • vocês podem ter mudado de alguma forma e as coisas não vão ser da mesma maneira (isso não significa algo ruim).

Eu vivi dois reencontros com esses amores que descrevi no artigo. Pra cada um, uma dessas possibilidades descritas acima.

E o amor de viagem pode frutificar a longo prazo

Conheço casais que se formaram viajando e tão juntos. Alguns até se casaram e tiveram filhos.

O mais comum de dar certo é quando os envolvidos moram na mesma cidade, obviamente. Mas já vi gente se mudando de país, de continente por conta de uma paixão de viagem.

Também vi uns casais de mochileiros que seguiram viagem por meses e acabaram realmente criando um amor, uma relação.

Então, se esse amor tiver que acontecer, vai acontecer e você vai perceber!

Edit importante sobre a foto da capa do post: peguei a foto num banco de imagem grátis e uma amiga mandou o artigo pro dono da foto, que é brasileiro. Sabe qual é a história da foto? Marcos, que é brasileiro, conheceu Ile, que é argentina, em Paraty e viveram um amor de viagem que acabou em casamento. Hoje estão separados. Escolhi uma foto que realmente tem tudo a ver com a temática do post!

Gostou do post? Tem algo a acrescentar? Quer desmentir algo sobre amor de viagem? Deixa teu comentário. Inclusive se quiser contar algum rolo teu!

Salve esta imagem no Pinterest e leia o post mais tarde

Dicas pra viver um amor de viagem

ORGANIZE SUA VIAGEM

Planeje sua viagem com os meus parceiros e ajude a rentabilizar o blog

HOSPEDAGEM

O Booking é maior catálogo de hostels e hotéis do mundo. Escolha por menores preços ou notas de avaliações dadas por outros usuários. Cancelamento gratuito!

ALUGUEL DE CASAS

Alugue casas e apartamentos só para você durante sua viagem. Opções no mundo todo! Ganhe R$100 em créditos para usar na sua primeira reserva.

SEGURO VIAGEM

Viaje com mais tranquilidade e segurança. Saia do país com cobertura em casos de acidente ou doença, além de extravio de bagagem. Conheça a SegurosPromo e ganhe 5% de desconto no seu seguro de viagem. Cote também com a Real Seguros.

ROAD TRIP

Para fazer Road Trips ou para se locomover durante as suas viagens, alugue um carro na RentCars.com, que cota preços com diversas locadoras no mundo todo. Pague em reais, sem IOF e parcele em até 12x sem juros.

LOJA DO BLOG

Mochilas, câmeras fotográficas, itens para camping e muito mais. Acesse a loja de artigos de viagem no blog.

MUITO MAIS

Conheça outros parceiros do blog e planeje sua viagem desde a escolha dos equipamentos.

ASSINE A NEWS

Dicas, informações, roteiros e inspirações no seu email

Nome
Email
Me identifico como
POST ANTERIOR
Coronavírus no Equador – Assalto, barraco e repatriação
PRÓXIMO POST
Viajar na pandemia – alternativa é se isolar voluntariando

2 Comentários

  • 27 de maio de 2020 a 23:20
    Keula piloto

    O último que se apegou por mim na viagem, tá mandando mensagem tem 6 meses. 🙄😜

    Gente, mas vc avisa que tá de passagem.. O povo acha que tu tá buscando o príncipe encantado. Ah va kkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk…

    E o pior não foi nada… Como eu estava de passagem por brujas, ele queria que eu voltasse para Bruxelas com ele e de lá seguir viagem.

    Ele é lindo, argentino de 28 anos, mas… Não estava afim de perder as oportunidades que viriam pela frente… Quando cheguei em Amsterdam (la eu já estava com outro, obvio) ele me ligando.. Pqp.. Em Berlin o mesmo.. Até que parei de responder e ele me esqueceu por um mês kkkkkkkkkk.. Mas voltou a mandar mensagens e não esquece kkkkkkkkkkkkkkkkk.. É eu nem lembro do coitado. Tão bonitinho mas tonto kkkkkkkkkkkkk

    RESPOSTA

Deixe uma resposta