Trilhas do complexo do Baú, perto de Campos do Jordão

Trilha da Pedra do Baúzinho e Ana Chata em São Bento do Sapucaí – SP

São Bento do Sapucaí é uma pequena cidade da Serra da Mantiqueira paulista.

Apesar de pequena, a cidade vizinha à famosa Campos do Jordão é bastante visitada por ecoturistas, trilheiros, montanhistas e bikers por possuir muitas trilhas e opções para a prática de esportes radicais.

O Complexo da Pedra do Baú é a principal atração de São Bento do Sapucaí e é formado pela Pedra do Baúzinho, Pedra do Baú e Ana Chata.

Estive lá em maio/2015 (veja aqui o relato) e fiz algumas trilhas: do Baúzinho, da Ana Chata e uma que não sei o nome, porque a encontrei sem querer, mas dar um nome a ela:

Trilha do Restaurante – a trilha que descobri sem querer

Trilha da Pedra do Baúzinho e Ana Chata em São Bento do Sapucaí
Vista da trilha errada

No caminho para o Complexo do Baúzinho erramos a entrada. Paramos o carro no estacionamento de um restaurante em reforma e seguimos uma placa que indicava a trilha.

Ela é de nível médio a difícil, por ser bastante acidentada e apenas subida. Havia bastante pedra e terra. No caminho há um portão, por onde passamos para seguir. Ali perto há uma bica prata quem precisar repor a água.

Paramos em algumas pedras que se tonavam mirantes e proporcionavam alguns visuais bastante interessantes. Dessa trilha se tem visão das famosas pedras de frente, que é o cartão postal de São Bento do Sapucaí.

Vimos umas pessoas lá em cima nas pedras e, como não nos encontramos com NINGUÉM no caminho, deduzimos que estávamos na trilha errada. Mas tinha válido muito a pena, por isso indico essa trilha.

Trilha da Pedra do Baúzinho e Ana Chata em São Bento do Sapucaí
Uma das pedras na trilha errada

Não fomos até o final dela, porque não sabíamos o seu tamanho e queríamos chegar logo à Pera do Baúzinho.

Como chegar: na estrada que dá acesso ao Complexo do Baú há uma placa que indica a entrada para quem vai seguir ao Estacionamento Chico Bento. Entre aí.

Haverá outra placa mais para frente indicando o estacionamento do restaurante e do Chico Bento. Siga o primeiro caminho. Não tem erro. Ao chegar, você já vai ver o inicio da trilha.

Trilha do Baúzinho

Trilha da Pedra do Baúzinho e Ana Chata em São Bento do Sapucaí
Pedra do Baú vista do Baúzinho

Para fazer as trilhas das pedras existem duas entradas: a do estacionamento do Baúzinho e do estacionamento Chico Bento, que são de nível mais difícil.

Claro que eu escolhi o primeiro caminho, já que não sou uma trilheira muito experiente. Fiz numa sexta.

Para a Trilha do Baúzinho há duas opções a partir da entrada do complexo: de segunda a sexta é permitido subir de carro até o próximo estacionamento, o do Baúzinho. Sábados, domingos e feriados só vai até ele quem está com idosos, grávidas, deficientes e crianças abaixo de 4 anos. Caso contrário, deve-se estacionar na entrada do complexo e subir a pé.

Essa trilha é bem fácil. Estando com calçados e roupas corretas, é tranquilo (porque tinham mulheres de bota de salto alto, sapatilha, saia jeans – provavelmente turistas que vieram de Campos do Jordão).  Dura entre 15 ou 20 minutos.

A visão é a mais bonita, na minha opinião. Dali dá pra ver a grandeza da Pedra do Baú, os vales, a mata… É incrível! Ficaria ali o dia inteiro.

Dalí dá para seguir outra trilhazinha entre as pedras do Baúzinho e Baú. É bem bonito também.

Trilha da Pedra do Baúzinho e Ana Chata em São Bento do Sapucaí
Trilha entre as duas pedras

Trilha da Ana Chata

Fiz a trilha da Ana Chata num domingo. Estava cheia, mas nada demais. Em muitos trechos ficamos sozinhos com o silêncio da mata.

Para chegar lá é só seguir o mesmo caminho que dá acesso à Pedra do Baúzinho.

A trilha possui 3,8km e leva, em media 1h pra ir e outra 1h pra voltar. Ela é bem mais difícil que a anterior. A mata é mais fechada, possui bastante sobe e desce e também vias ferratas, que são “degraus” de ferro fincado na rocha.

Em muitos momentos fiquei me perguntando “o que estou fazendo aqui?”, mas deu tudo certo! Tem uma parte que é preciso “escalar” uma pedra com um principio de precipício abaixo. Até chorei, por causa do meu medo de altura e de pedra (sempre acho que vou escorregar nas pedras). Mas se você já é acostumado a fazer trilhas vai achar bem tranquilo.

No final da trilha a pedra oferece uma vista sensacional, mas como a Ana Chata é a mais baixa das três, não é a mais incrível.

Não fiz a trilha da Pedra do Baú porque é de nível difícil e há recomendações para que seja feita com guia e equipamentos de segurança. Ela possui 600 degraus de via ferrata!

PS.: não tenho foto da trilha da Ana Chata, porque acabei apagando sem querer 🙁

Dicas e informações

Blog de Viagem da América do SulA Pedra do Baúzinho é a mais lotada. Por ser uma trilha fácil, os turistas de São Bento do Sapucaí e de Campos do Jordão se encontram ali. Se estiver buscando paz e silêncio, vá bem cedo ou em um dia da semana.

Blog de Viagem da América do SulDurante a semana a entrada é livre no Complexo do Baú. Finais de semana e feriados é preciso pagar R$10 por veículo.

Blog de Viagem da América do SulSe vista e se calce de forma confortável. Vi uma moça na trilha da Ana Chata de chinelo, além das que estavam de salto, saia, etc… Uma legging ou moletom e um tênis de academia são suficientes.

Blog de Viagem da América do SulLeve bastante água. Não há bicas no caminho, nem onde comprar.

Blog de Viagem da América do SulLeve um lanchinho. A trilha pode demorar mais que o esperado. Além disso, você pode querer ficar mais tempo admirando a paisagem local. Não querer perder porque sentiu fome. Apenas nos finais de semana há comida sendo vendida na entrada do complexo.

Blog de Viagem da América do SulArrume bem o freio do seu carro, porque você vai gastar bastante dele no caminho.


COMPARTILHE ESTA IMAGEM NO PINTEREST

Trilhas do complexo do Baú, perto de Campos do Jordão

  • Letícia Dias (29 de julho de 2017)

    Gostei muito da matéria e da honestidade sobre o medo de altura. Eu também tenho e já me vi em situações difíceis por falta de informação, mesmo tendo buscado antes.
    Amo lindas vistas desde que não arrisque minha vida para isso =)
    Um abraço

Deixe uma resposta

You Might Also Like

Here you can find the related articles with the post you have recently read.