Machu Picchu - O que ver e que trilhas fazer

Machu Picchu – o que ver e quais trilhas fazer na cidade perdida

Com 325,9 km², o sítio arqueológico de Machu Picchu possui várias seções para serem visitadas, trilhas e duas montanhas para serem alcançadas.

Juro, a cidade perdida dos incas não economiza nas qualidades: misteriosamente construída no topo de uma montanha a 2400 metros; lhamas se exibindo por todos os lados; vista para a Cordilheira dos Andes (com céu aberto) e muito verde.

Se você tá planejando sua viagem para Machu Picchu, leia esse post e veja o que tem para fazer na cidade sagrada dos incas.

Já leu minhas dicas e informações para planejar sua viagem para o Peru? Veja quais tomadas usadas no país, a melhor época para ir, que moeda levar e tudo mais neste link aqui.

♥ O que ver em Machu Picchu

O sítio é dividido entre o setor urbano e o setor agrícola. Os dois setores possuem construções impressionantes, com as pedras se encaixando magicamente sem uso de nenhum tipo de argamassa. Leia mais aqui sobre a arquitetura de Machu Picchu.

No setor urbano estão os subsetores religioso e residencial. Acho que as construções mais incríveis estão ligadas aos rituais.

É ALTAMENTE RECOMENDADO a contratação de um guia para percorrer os setores. Eles explicam o que é e para que servia cada um dos templos e construções de Machu Picchu. Sem guia, seu passeio perderá 80% da graça de visitar o sítio.

Durante sua visita, saiba que se anda bastante, subindo e descendo escadas. Por isso, se tiver problemas nos joelhos, indico a contratação de um guia particular (sem grupo) para te acompanhar no seu ritmo.

Depois das novas regras, não sei como fica a visitação de cada um desses pontos, nem como é a liberação para as trilhas. Se informe na iPeru (centro de informação ao turista) ou nas agências.

Mapa de Machu Picchu - O que ver e fazer na cidade sagrada
Foto de divulgação – www.ingressomachupicchu.com – Clique para abrir a imagem maior
Como pagar barato em hospedagem
Reserve pelo Booking. Você não paga nada a mais por isso e ajuda a manter o blog

A cidade sagrada – Setor Urbano

O Templo Principal possui três paredes e uma espécie de altar. As pedras usadas para construir esse templo são maiores e têm um acabamento delicadamente polido.

Outro templo lindo e impressionante é o Templo das Três Janelas, onde há três paredes, sendo uma de cerca de dez metros de comprimento com três janelas praticamente recortadas. É muita perfeição!

O Templo do Sol, por exemplo, é uma construção curva, feita blocos de pedra perfeitamente encaixados. As duas janelas, uma voltada para o leste e outra para o oeste, recebem os raios do solstício de inverno (21 de junho), iluminando diretamente a pedra no interior do tempo. Como pode?

Machu Picchu - O que ver e que trilhas fazer

Em baixo do Templo do Sol está a Tumba Real, uma espécie de caverna. Há, na entrada, uma única rocha esculpidas com degraus que levam a lugar nenhum.

No terraço mais alto, está a Pedra Sagrada de Machu, ou Intihuatana, é um grande bloco de pedra com quase dois metros de altura. Seu nome significa “onde se amarra o Sol”. Ela tem um formato quadrangular e cada lado aponta para um ponto cardeal. Funciona como um relógio baseado nas sombras, criadas pela posição do sol.

Há a Praça Sagrada (não sei como não batizaram de Plaza de Armas), que é um espaço vazio, onde aconteciam as cerimônias dos incas que viveram ali.

Machu Picchu - O que ver e que trilhas fazer

A parte residencial do sítio é quase toda ocupada pelas Acllahuasi, que quer dizer Casa das Escolhidas. São as residencias das acllas (ou Virgens do Sol), mulheres que trabalham com produção, especialmente de tecidos e chicha (bebida fermentada de milho). Elas eram obrigadas a prestar serviço ao Estado depois de serem escolhidas pelo inca. Além disso, elas eram responsáveis por algumas cerimônias ou até mesmo sacrificadas para o Inti (deus Sol).

Seguro de viagem para a América do SulHá uma área nobre em Machu Picchu e é lá que se encontra o Palácio do Inca, além das residências dos governantes e dos intelectuais. Nesse espaço, a precisão dos cortes das pedras é muito maior.

A Escadaria das Fontes é uma das obras de engrenharia hidráulica mais curiosas de Machu Picchu. Construída por cerca de 1450, as fontes (las pacchas) eram responsáveis pela distribuição de água limpa e fresca para os habitantes da cidade sagrada.

Os Espelhos d’Água são duas cavidades circulares esculpidas numa rocha. Também conhecidos como morteiros – expressão criada por Bingham, quem descobriu Machu Picchu em 1910, os círculos refletem o céu quando estão cheio de água. Acredita-se que eram usados para observação das estrelas.

Outra escultura de pedra curiosa em Machu Picchu é o Templo do Condor, que forma o pescoço e a cabeça da ave andina. Neste templo eram realizados alguns sacrifícios animais, como as lhamas.

A cidade sagrada – Setor Agrícola

As terrazas são aqueles altos degraus que vemos em diversas fotos. Com aproximadamente 3 metros de altura, eles foram construídos com uma inteligência incrível, com um sistema de drenagem que não permitia que a produção agrícola fosse afetada pelas chuvas. Além disso, os cultivos de cada tipo de alimento era feito em uma altitude diferente, garantindo as melhores condições climáticas.

A engenharia e arquitetura de Machu Picchu. As impressionantes construções incas datadas do século XV.

♥ Trilhas em Machu Picchu

Intipunku

Puerta del Sol
Porta do Sol – Foto de divulgação: www.ingressomachupicchu.com

 

Quem chega em Machu Picchu pela Trilha Inca, entra na cidade pela Puerta del Sol, mas quem sobe a montanha de van ou a pé desde a base principal, pode alcançar a Porta do Sol em uma trilha que leva cerca de duas horas (ida e volta).

Para fazer esta trilha e chegar à Porta do Sol, siga o mesmo caminho que leva a Montanha Machu Picchu.

É recomendado fazer essa trilha bem cedo, antes que o sol fiquei muito quente e antes que as pessoas comecem a chegar.Seguro viagem barato

Machu Picchu - O que ver e que trilhas fazer 4

Ponte Inca

Um caminho estreito que beira um abismo. Assim resume-se a Ponte Inca, construída conjugada a uma montanha de granito.

A trilha é em meio a vegetação exuberante de Machu Picchu, que possui muitos pássaros, borboletas e flores. São 20 minutos até guarita, onde é necessário registrar a entrada e depois a saída. Caso haja alguém que não tenha dado saída, as providências serão tomadas.

Não é permitido andar na ponte por ser muito perigoso, mas se pode chegar muito próximo para observar essa impressionante construção, apesar de muita gente dispensar a visita.

Foto: Martin St-Amant – Wikimedia CreativeCommons

Trilhas pagas a parte:

Montanha Machu Picchu

A mais de 3 mil metros está a Montanha Machu Picchu, onde apenas 800 pessoas podem subir diariamente, dividas em dois grupos, subindo mais de 600 metros desde a cidade sagrada.

A subida pode levar entre 2 e 3 horas. Do alto setem uma ampla visão de toda Machu Picchu, além do cânion, Huayna Picchu, Rio Urubamba e muitas outras montanhas.

O ingresso vendido apenas como Montanha, deve ser comprado junto com o ingresso de Machu Picchu, totalizando 200 soles.

Foto: McKay Savage – Flickr CreativeCommons

Huayna Picchu

A Huayna Picchu é a trilha mais desejada dentro de Machu Picchu. É aquela que vemos em quase todas as fotos do sítio.

A 2.667 metros, a montanha possui riquesas arqueológicas, como o Templo da Lua, construído numa caverna ou os terraços no topo da Huayna Picchu.

O caminho é bastante íngreme e estreito, subindo em ziguezague por cerca de 1 hora os 300 metros a partir de Machu Picchu.

A entrada, somando a Machu Picchu, custa também 200 soles.

File:99 - Machu Picchu - Juin 2009.edit3.jpg
Foto: Martin St-Amant – Wikimedia CreativeCommons

⇒ Entrada para Machu Picchu: 152 soles


Compartilhe esta imagem no Pinterest e leia este post mais tardeTrilhas em Machu Picchu - Montanha Huayna Picchu e Machu Picchu

  • Enio Furlan (7 de janeiro de 2019)

    Olá, para ir a Machu Picchu vc comprou o ingresso antes ou em Cusco mesmo.

    • Aline Rodrigues (7 de janeiro de 2019)

      Comprei em Cusco, no Ministério de Cultura, com dois dias de antecedência.

Deixe uma resposta

You Might Also Like

Here you can find the related articles with the post you have recently read.