Post colaborativo parte I – Dicas para mulheres viajando sozinhas

De mulher para mulher, esse é um post colaborativo, criado com dicas e informações dadas por 41 mulheres que já viajaram sozinhas e toparam me ajudar nisso. São tantas dicas, que tive que dividir em duas partes!

Sempre viajo acompanhada do maridão, mas queria postar no espaço ‘Mulher de Mochila’ um texto para mulheres que querem (ou precisam) viajar sozinhas. Criei um formulário para “arrecadar” dicas e aqui está a publicação!


Leia a parte II – dicas e alertas de carona e outros transportes, couchsurfing e outras formas de hospedagens, prevenção e mais

ícone mapaPor que viajar sozinha

Sozinha é o jeito mais fácil de viajar. Você não precisa se preocupar em superar as expectativas de ninguém, apenas fazer o que quiser. – Raquel Teixeira (canal no YouTube)

Segundo os depoimentos das garotas que participaram, viajar sozinha é apaixonante e oferece muitos benefícios:

  • É a oportunidade de se encontrar
  • Te torna mais atenta, mais segura, mais corajosa e responsável.
  • Você descobre que consegue ir além do que imagina
  • Faz novas amizades e, se for tímida, não será mais

ícone mapaGanhe experiência

Dicas para mulheres que vão viajar sozinhas
Cena do filme Wild

Cilene Nunes (@nunesci no Instagram), Priscilla e Ana Christ (Nativos do Mundo) aconselham a criar experiência antes de fazer uma viagem maior.

  • Passeie sozinha na sua cidade – cinema, exposições, restaurantes, caminhar no centro, etc
  • Faça uma viagem de fim de semana desacompanhada nas cidades vizinhas e veja como será
  • Participe de encontros de mochileiros ou de couchsurfers na sua cidade e veja como se sai fazendo novas amizades

“Isso ajudou muito na questão de saber lidar com a “solidão” e saber aproveitar melhor a minha própria companhia.” – Cilene Nunes

ícone mapaFaça amizade

Muitas colaboradoras do post aconselham a fazer amigos durante a trip solo. Eles te farão companhia durante os passeios e vão marcar sua viagem de uma forma diferente.

  • Hospede-se em hostels ou em casas de locais via couchsurfing
  • Esteja aberta a conversas com estranhos e ouça suas histórias – “Aproveite ao máximo esses momentos de troca.” – Camilla Kafino (blog Ensaios de Viagem)
  • Se for a um show, procure por companhia nos fãs-clubes
  • Fique em quartos femininos em hostel, porque pode haver outras garotas viajando sozinhas

Mas a Cristina Cloches deixa a dica dela: “Cuidado! Nem todo mundo é bom. Alguns se aproveitam ao ver nossa animação em querer fazer amigos. Desconfie. Não conte informações pessoais. Não diga para estranhos que você está sozinha.”.

ícone mapaSegurança

Além da dica da Cristina sobre ter cuidado com suas informações pessoais, as dicas sobre segurança vêm da Liz Rodrigues (blog Doces Aventuras):

Dicas para mulheres que viajam sozinhas

  • Evite andar sozinha tarde da noite em um lugar que não conhece bem
  • Guarde sempre dinheiro em locais diferentes
  • Cuidado com sua bebida em baladas. Não tome nada que algum desconhecido ofereça
  • Em ônibus segure bem sua mochila e evite dormir se tiver sono pesado

E da Sara também:

  • Grandes estações de trem podem parecer atrativas por parecerem seguras, mas são geralmente bastante perigosas. Homens mal intencionados, cantadas abusivas, etc.
  • Não se coloque em situações de risco – não fique bêbada e preste atenção na sua saúde para não ficar vulnerável.
  • Decore números de contatos de emergência, ou deixe um papel com tudo anotado dentro da doleira
  • Evite ter cara de turista (ficar andando devagar tentando decifrar um mapa, parar em qualquer lugar pra consultar celular, etc)
  • Esteja atenta ao local onde você para ao tirar fotos

“Sempre ande com aquelas pochetes que escondem dentro da roupa [doleira]. Nunca deixe dinheiro, cartões de credito e passaporte na bolsa.” – Sara

*Dica extra da Rayssa Mendes (blog Sociologia de Buteco): Cuidado ao dizer que é brasileira, infelizmente estereótipos existem e alguns homens podem acabar confundindo as coisas. Além disso, nunca acredite em papos como “trabalho em um estúdio e preciso de alguém com o seu perfil”.

ícone mapaBagagem

A Gabi Pizzato (Devaneios de Biela) e a Isabela Bastos (The Life of Isa) deixaram suas dicas sobre bagagens:

  • “Lembre-se que ninguém estará junto para socorrê-la com algum item básico esquecido. Faça um check list completo e revise antes de fechar a mala”. – Gabi
  • “Viaje leve! Nunca leve mais do que você possa carregar. Lembre-se que você estará sozinha. E nada melhor que se sentir independente, sem precisar que carreguem tuas bagagens.” – Isa

ícone mapaExtras:

Veja 10 dicas sobre o tema que a Ana Beatriz deixou no blog Planejo Viajar.

Um dos vídeos da Raquel Teixeira com dicas para quem vai viajar sozinha (0):

Parte II – dicas de transportes, hospedagem, prevenção e mais

Seguro Viagem Barato e Confiável
Compre seu seguro por aqui. Você não paga nada a mais por isso e ajuda a manter o blog

 Compartilhe esta imagem no Pinterest

21 dicas para mulheres que viajam sozinhas

  • Ana Beatriz (31 de julho de 2015)

    Oi! Ficou muito legal!! Bacana!
    Já estou ansiosa pela parte II e esperando você escrever algo para o Planejo Viajar!

    Abraço! Ana.

  • liziemaria (31 de julho de 2015)

    Adorei!

    Esperando a parte II. Já divulguei a parte I lá na página do meu blog. 😉

    Bjs!

  • Ana Christ (1 de agosto de 2015)

    Ah, viajar sozinha é libertador!!!
    Parabéns pela iniciativa de estimular mais mulheres a se permitirem desbravar novas possibilidades! 🙂

  • Cilene Nunes (3 de agosto de 2015)

    Adorei! Ficou ótimo o post!! ?? Parabéns à todas!

  • Isabela (4 de agosto de 2015)

    Ficou excelente! Amei o post e amei mais ainda participar dele 🙂

  • Gabi Pizzato - Devaneios de Biela (5 de agosto de 2015)

    Oi Aline! Ficou bem legal o post! Parabéns pela iniciativa e obrigada pelo espaço. Também fico feliz de ter participado!

  • cebus2012 (6 de agosto de 2015)

    Parabéns por tocar um assunto delicado, como é viajar sozinha. Por que delicado? pois os esterótipos ainda permeiam a nossa sociedade, e muitas pessoas, embora desejem experimentar a liberdade de viajar só, tem medo de ser catalogadas como algo que não são, pelo simples fato de explorar a própria companhia. Porém não posso deixar de mencionar que algumas das suas dicas, como “viaje leve, pois não terá assistencia” ou “não fique dando mole com cara de turista consultando mapas” ajudam a perpetrar esse estereótipo de que a mulher deve carregar a própria mala (ou “dar mole com cara de turista”) só quando não tem ninguém por perto pra “ajudar”. Mesmo viajando com companhia não devemos esperar que ninguém carregue a nossa mala!!! e devemos velar pela nossa segurança em todo momento, não confiar em que mais alguém vai cuidar de nós!! Também notei que a pessoa viajando sozinha parece ansiosa por companhia. AMOOOO viajar sozinha e não entro em bares ou shows procurando conhecer pessoas, mas sim querendo curtir o local ou a música. Viajar só me permite planejar meu itinerário sem ter que fazer compromisso com ninguém, chorar se assim desejo frente a um quadro num museu, levantar cedo ou tarde, comer pão e água o dia todo se assim desejar, em fim… é maravilhoso e não precisamos de conhecer ninguém, ou de ficar tristes pois ninguém “nos ajuda” e devemos fazer tudo sós.
    Agora gostaria de dar algumas dicas de quem já viaja sozinha há 25 anos, pelos 5 continentes:
    a) Acostume-se a viajar de mochila ao invês de mala. Tenha também os docs pessoais e algo de dinheiro numa pochete ou bolsa cruzada na frente. Aquela “douleira” é uma grande companheira de viagens, só ou acompanhada. Já costurei dinheiro nos bolsos da calça, para dissimulá-lo.
    b) Não contrate serviços sem recomendação (especialmente na Asia, Africa ou América central e Caribe). Ou seja, não contrate um taxista ou guia turístico que não tenha recomendação ou venha de empresa conhecida.
    c) Tenha certeza de ficar num local (hostel, pousada etc) onde se fale inglês (ou alguma língua que Vc domine), para pedir dicas antes de sair (especialmente na Ásia).
    d) Compre e beba apenas água mineral os primeiros dias, e evite sucos naturais ou com gelo (África, Ásia e alguns lugares da América do Sul).
    e) Não dê mole com celular. Curta sua própria companhia MESMO. Isso vale pra qq local do mundo, pois sei de pessoas assaltadas na Europa por andar dando mole.
    f) Sorria para todo mundo, se sentir vontade.
    f.1) Em alguns locais uma mulher sozinha é tentação para homens se aproximar com intenções sexuais, mas isso não lhe impede de sorrir mesmo assim.
    g) Se precisar esperar em locais públicos, escolha MacDonalds. Também faça isso se não souber o que comer (válido para Ásia especialmente!). Nâo é divertido ficar 3 dias de diarreia sozinho na India por querer comer “aquele” curry.
    h) Contrate um seguro de viagens antes de partir. É um dinheiro muuuito bem empregado, acredite!! Eu uso o da VISA. Se forem em viagens com risco (Alpinismo, esportes radicais na água, temporada de furacões, etc), procure saber do valor da repatriação ou despesas em caso de morte. Parece agoureiro? Pode ser. Mas já soube de muitissima dor e sofrimento de familiares querendo resgatar o corpo de turista morto no Tibet ou esquiando nos EUA.
    i) Pode ser rude se alguém lhe incomodar. Eu fui rude com um homem no México, sai correndo, fiquei parecendo louca e não me arrependi. Faria tudo de novo!

    Curtam a própria companhia por sobre todas as coisas, pois somos as nossas melhores amigas! e não precisamos de ninguém, mesmo estando acompanhadas, para carregar a nossa mala!

  • Millena (7 de agosto de 2015)

    Esse é o melhor e mais verdadeiro conjunto de dicas para mulheres que viajam sozinhas. Temas polêmicos como: não fique bêbada, ou cuidado com seu copo, para algumas pessoas parece bobagem mas é uma precaução que acho indispensável e sempre pratiquei!! Uma amiga minha por ex. viajou sozinha ficou loucona daí roubaram a máquina profissional dela um dia antes de voltar pro Brasil. Ainda bem que foi a máquina poderia ser o rim rsrsrs.
    Sobre dizer ser brasileira tb senti muito isso e é sim um estereótipo que vc precisa ficar combatendo com vários seres do sexo masculino o tempo todo, é tipo: sou brasileira mas não vou dar pra vc; só se eu quiser. Isso realmente é muito chato.
    Adorei a coerência e transparência do texto.

    • Aline Rodrigues (7 de agosto de 2015)

      Obrigada, Millena. Relatos como os seus e das garotas que colaboraram ajudam que outras mulheres não precisem aprender isso vivendo esse tipo de coisa. Eu mesma nunca iria imaginar que poderia ser constrangedor dizer para alguns caras que sou brasileira. Muito obrigada pelo comentário. Bjs

LEAVE YOUR COMMENT

Your email address will not be published.

You Might Also Like

Here you can find the related articles with the post you have recently read.