Dicas para planejar uma viagem ao Peru - Machu Picchu

Dicas para planejar uma viagem ao Peru

Um país que possui uma diversidade geográfica impressionante e, entre sítios arqueológicos milenares, arquitetura colonial, montanhas e lagoas com cores surreais, impressiona qualquer visitante. Além da cultura, que é uma experiência à parte em uma viagem ao Peru!

Escrevi esse guia em forma de post com muitas dicas e informações para você planejar sua trip. Vem ver!

⇒ Veja aqui informações gerais sobre o Peru, como geografia, clima, idioma e moeda.

♥ Centro de informações turísticas

A primeira coisa que faço quando chego numa cidade, inclusive no Brasil, é procurar o centro de informações turísticas. Geralmente tem postos nas rodoviárias, aeroportos e centros.

No Peru o serviço é prestado pela PromPerú e se chama iPerú, que possui 39 escritórios ao longo do território peruano. Clique aqui para ver os endereços.

Nesses centros de informações eu costumo pedir um mapa da cidade, informações de como chegar por conta própria em determinadas atrações que desejo conhecer e como chegar no local da minha hospedagem usando o transporte público.

No Peru, como não há taxímetro, por exemplo, então quando faço uma viagem ao Peru costumo pedir referência de valores para chegar onde quero e, assim, saber se o preço cobrado está de acordo ou se está abusivo.

♥ Qual é a melhor época para fazer uma viagem ao Peru

Como falei na página do Peru aqui no blog, o clima do Peru é muito variado por causa das diferentes regiões do país.

Escolher a melhor época para fazer uma viagem ao Peru vai depender muito do seu roteiro, mas de forma geral, o negócio é evitar a época de chuvas.

Dicas para planejar uma viagem ao Peru - Machu Picchu
Machu Picchu

Serra

A região montanhosa do Peru, dominada pela Cordilheira dos Andes, possui várias ecorregiões. Os Andes do norte do país são mais úmidos, por exemplo.

A serra peruana possui duas estações definidas: o verão, que vai de abril a outubro, com dias ensolarados, noites frias e pouca chuva; e o inverno, de novembro a março, com chuvas frequentes, dias nublados e noite bem fria.

Melhor época: verão andino (preste atenção, que o verão andino é o oposto do verão do continente).

Principais destinos da região serrana: Arequipa, Puno, Huaraz, Cusco e Machu Picchu.

Selva

Assim como a serra, a selva peruana tem duas estações bem definidas. As chuvas ocorrem entre novembro e março. Já entre abril e outubro, as poucas chuvas diminuem os níveis dos rios deixando as estradas mais transitáveis. A região é bem úmida durante o ano inteiro. Entre maio e agosto pode ocorrer ocasionalmente as friajes, uma frente fria que pode baixar as temperaturas a até -12°

Melhor época: entre abril e outubro

Principais destinos da região de selva: Manu, Chachapoyas e Iquitos.

Costa

Seguro de viagem para a América do SulCom faixas de desertos e vales banhados pelo oceano Pacífico, a costa peruana pode ser dividida em dois: no litoral norte, faz muito calor durante o ano todo, com chuvas apenas em novembro e dezembro; e o litoral sul e central, com estações marcadas, sendo o inverno entre abril e outubro, e o verão entre novembro e março. No inverno, os dias no sul e centro podem ser nublados e frios.

Melhor época: verão (entre novembro e março)

Principais destinos da costa: Ica, Paracas, Lima, Trujillo, Los Órganos e Máncora.

Para um roteiro de norte a sul, que inclui mais de uma das regiões, o ideal é encontrar uma época com os climas menos acentuados, como março, abril e maio ou outubro, novembro e dezembro.

♥ Que moeda levar para uma viagem ao Peru

Que moeda levar para viajar pela América do Sul

Essa dúvida é bem cruel e tira o sono e quem planeja viajar pra qualquer país na América do Sul.

Nas cidades mais turísticas do Peru você não terá dificuldade em encontrar casas de câmbio pra trocar seus reais, mas em cidades menos vistadas por brasileiros não haverá essa possibilidade (como aconteceu comigo em Máncora).

Essa resposta vai depender muito de quando você vai. Para saber se vale mais a pena levar Dólar ou Real, é preciso fazer as contas: para Sol, quanto está o Real no valor líquido, depois quanto está o Dólar líquido para o Real e quanto está cada Dólar para o Sol. São três contas:

  1. Soles para Reais
  2. Reais para Dólares
  3. Dólar para Soles

Se mesmo com a dupla taxa, o dólar estiver valendo mais soles que seu real, leve a moeda estadunidense.

Em 2015, quando estive no Peru, não valia a pena trocar dólares, mas sim Reais.

Mas, se você não tá a fim de fazer as contas ou não tá entendendo nada, escolha levar dólares, pois em cidades turísticas, como Cusco e Machu Picchu, você consegue pagar passeios, hospedagem e até restaurantes com dólares, sem a necessidade de fazer o segundo câmbio.

Leia aqui algumas dicas para fazer as contas para saber o que está caro ou barato em outras moedas.

Seguro viagem barato

♥ Documentação e vacinas para entrar no Peru

Para o brasileiro que vai fazer uma viagem ao Peru não é exigido nem visto, nem passaporte. Você pode viajar com o seu RG, se quiser. Veja aqui como funciona.

A vacina contra a febre amarela é obrigatória para quem vem de países onde a doença pode ser contraída, como o Brasil. Mas ela também é obrigatória para quem vai viajar para a região amazônica do Peru. A vacina deve ter sido tomada com no mínimo 10 dias de antecedência da data da viagem.

Como tirar o Certificado Internacional de Vacinação contra febre amarela | Uma Sul-Americana

Geralmente, os agentes de imigração não pedem o Certificado Internacional da Vacina Contra a Febre Amarela, mas corre-se o risco de pedirem bem na sua vez e, caso você não tenha, será barrada a sua entrada. Ou terá de pagar propina, o que infelizmente acontece muito nas fronteiras sul-americanas, especialmente as terrestres.

Tomar a vacina e tirar seu certificado é grátis. Não tem o porquê correr o duplo risco: o de não entrar no Peru e estragar sua viagem, ou o de contrair a doença, mesmo que seja aqui no Brasil. Veja aqui como fazer.

O Consulado do Peru recomenda as seguintes vacinas:

Vacina

Recomendação

Destinos recomendados

Catapora Viajantes que nunca tiveram Catapora Todo país
Hepatite A A Todos os viajantes Todo país
Hepatite B Viajantes que terão contato com a população local Amazonas, Loreto, San Martín, Ucayali, Junín, Madre de Dios
Febre Amarela Viajantes em áreas de selva abaixo dos 2300m Amazonas, Loreto, San Martín, Ucayali, Junín, Madre de Dios

♥ Tempo de permanência no Peru

Para brasileiros, não há necessidade de visto para turismo e o tempo máximo de permanência é de 183 dias, sem prorrogação.

Ao entrar, o agente de imigração pode te perguntar de quantos dias você precisa para dar a permanência. Sempre diga um pouco mais que o prazo da sua viagem para garantir se algo acontecer.

Já para estudar ou trabalhar, é necessário solicitar um visto nos consulados do Peru, que no Brasil, ficam nestes endereços.

♥ Viajando pelo Peru de ônibus

Dicas para planejar uma viagem ao Peru - Lima
Lima, bairro Miraflores

Já abordei o tema ônibus neste post aqui, onde comento como e quanto é viajar com esse meio de transporte em toda a América do Sul.

Viajar de ônibus pelo Peru é barato e muito fácil. Há diversas empresas disponíveis oferecendo o mesmo trajeto com opções de serviços diferentes, com padrões de ônibus diferentes e com itinerários e horários diferentes, o que acaba interferindo no valor final da passagem. Ou seja, no Peru você pode viajar pagando muito barato e viajando mal ou pagando um valor aceitável e viajando bem ou pagando caro e viajando muito bem.

No Peru, as distâncias podem ser bem longas, chegando a 24 horas de viagem. Em ônibus, você consegue facilmente percorrer todo o território peruano, de norte a sul.

As estradas são boas, mas muito sinuosas na região serrana.

Os motoristas costumam passar um pouquinho do limite de velocidade exigido para ônibus nas estradas do Peru, mas nada muito perigoso ou assustador.

Comprar passagens, reservar hotéis, viagens Booking
Hospedagem no Peru – Reserve por aqui e ajude a rentabilizar o blog

Na maioria das cidades peruanas não há terminais de ônibus (rodoviárias, como chamamos). Cada empresa possui sua própria garagem, de onde partem os ônibus. Isso acaba prejudicando na hora de fazer a cotação, mas você pode usar o site Rome2Rio ou o Redbus para comparar preços e horários das empresas. Esse sites chegam bem próximo do real no Peru.

A dica é viajar durante a noite sempre que possível para ganhar tempo na viagem e economizar a grana da hospedagem. E lembre-se de não planejar nada com horário agendado para os dias de deslocamento.

♥ Fuso horário no Peru

Antes de fazer sua viagem ao Peru, se atente às diferenças de horário para não fazer confusão.

O Peru está duas horas atrasado em relação ao Brasil, horário de Brasília, podendo a chegar a três horas durante o horário de verão brasileiro, que vai de outubro a fevereiro.

Então, se são 10 horas da manhã no Brasil, no Peru são 8 horas.

Tomadas e plugues no Peru - Dicas para planejar uma viagem ao Peru♥ Voltagem e tomadas no Peru

A voltagem utilizada no Peru é 220. Alguns hotéis oferecem tomadas 110 V ou até transformadores.

Os tipos de tomadas e plugues usados no país são três: tipo A, tipo B e tipo C.

A tomada tipo A é a mais comum na maioria das cidades peruanas. A tipo C tem as bolinhas maiores que a nossa, então o plugue fica caindo.

É bom se precaver antes de fazer sua viagem ao Peru.

Eu tenho um adaptador universal, que também transforma, que custa cerca de R$10 em grandes centros urbanos no Brasil, mas também facilmente encontrado na internet a partir de R$15.

Comentei sobre ele neste post aqui.

♥ Como amenizar o mal de altitude (Soroche)

É muito importante compreender o que é o Soroche antes da sua viagem ao Peru, para não sofrer quando estiver por lá!

A região andina no Peru pode atingir números impressionantes de altitude e você pode sentir os sintomas do soroche, também conhecido como mal de altitude ou mal de alta montanha, em passeios a partir de Cusco, em Puno e Huaraz, por exemplo.

Leia aqui todas as informações sobre o soroche, com dicas para amenizar os sintomas. Veja a partir de qual altitude os sintomas se agravam.

As maiores altitudes do Peru são encontradas durante as atividades turísticas:

  • Neveado Mateo, Huaraz, acima de 5100 metros
  • Nevado Pastoruri, Huaraz, acima de 5 mil metros
  • Montanha Colorida, perto de Cusco, aproximadamente 5 mil metros
  • Laguna 69, Huaraz, acima de 4600 metros
  • Chivay, perto de Arequipa, acima de 4500 metros
  • Laguna Churup, Huaraz, acima de 4400 metros
  • Lago Titicaca, Puno, acima de 3800 metros

Altitude média

Cidade

3825 m Juliaca
3819 m Puno
3399 m Cusco
3052 m Huancayo
3050 m Huaraz
2746 m Ayacucho
2720 m Cajamarca
2335 m Arequipa

♥ Seguro viagem para fazer uma viagem ao Peru

Dicas para planejar uma viagem ao Peru - Los Órganos
Los Órganos

O Consulado do Peru recomenda o contrato de seguro para viajar pelo país no Guia para o Turista no Peru (página 45).

Os seguros recomendados são:

  • Assistência em caso de acidente.
  • Assistência em caso de doença.
  • Indenização por extravio da bagagem.
  • Garantia de cancelamento e interrupção da viagem

Veja aqui como escolher um seguro de viagem.

♥ Feriados e festas nacionais no Peru 

Nos feriados, é possível que você não encontre bancos e outros serviços administrativos públicos abertos, por isso fique atento para fazer câmbios e resolver outras coisas durante sua viagem ao Peru.

Em cidades turísticas você não terá problemas!

Ano Novo 1 de janeiro
Quinta-feira Santa Quinta antes da Páscoa (março ou abril)
Sexta-feira Santa Sexta antes da Páscoa (março ou abril)
Dia do Trabalho 1 de maio
Dia de São Pedro e São Paulo 29 de junho
Dia da Independência do Peru 28 de julho
Dia da Santa Rosa de Lima 30 de agosto
Combate de Angamos 8 de outubro
Dia de Todos os Santos 1 de novembro
Dia da Imaculada Conceição 8 de dezembro
Natal 25 de dezembro

♥ Dicas para montar um roteiro pelo Peru

A engenharia e arquitetura de Machu Picchu - Peru 8

Considerando a época da sua viagem, trace seu roteiro, também se baseando no que você procura no Peru. Trekkings, escaladas, passeios em sítios arqueológicos, etc.

Considere as altitudes citadas acima e vá aumentando gradativamente, para que seu corpo consiga aclimatar antes de alcançar as maiores altitudes do país, lembrando que a menor altitude é o nível do mar, ou seja, Lima é um ótimo ponto inicial para quem vai chegar de avião. Viajar de ônibus pelo Peru é a melhor opção para aclimatar.

Calcule nos sites que citei aqui acima no “Viajando de ônibus” o tempo médio de viagem para ver se cabe no seu tempo e orçamento.

Em outro post, já que esse está ficando bem extenso, abordarei os tipos de atrações turísticas no Peru.

♥ Quanto custa uma viagem ao Peru

Um viajante econômico, compartilhando quarto em hostels, comendo o menu del día em restaurantes locais e barateando TODOS os custos, pode contar em gastar entre 65 e 90 soles por dia.

Já viajantes que buscam bons hotéis, restaurantes e as agências mais recomendadas, podem desembolsar entre 120 e 160 soles por dia.

Em 2015, minha média de gastos no país foi de 71 soles. Para ver mais, clique aqui. Em outubro de 2017, minha media foi de pouco mais de 100 soles.

Esses valores vão depender muito das atividades que você vai fazer no Peru e como vai escolher fazê-las.

Hostels no Peru podem partir de S/.15 a diária em quarto compartilhado. Hotéis a partir de S/.40 o quarto duplo. Pesquise sua hospedagem aqui e compare preços.

Um dos maiores gastos de viagem é o transporte, por isso, quem se desloca menos, acaba gastando menos também.

>>> VEJA 7 MANEIRAS DE CHEGAR EM MACHU PICCHU A PARTIR DE USD1 <<<


Salve esta imagem no Pinterest para ler o post depois. Siga minhas pastas de viagem e se inspire!

Dicas e informações para planejar uma viagem ao Peru

LEAVE YOUR COMMENT

Your email address will not be published.

You Might Also Like

Here you can find the related articles with the post you have recently read.